Ansiedade é a maior causa de insônia entre as mulheres

Medidas simples podem melhorar a qualidade do sono e combater as noites mal dormidas

Ficar na cama se não estiver com sono pode gerar estresse
Ficar na cama se não estiver com sono pode gerar estresse Foto: Divulgação, stock.xchng

Ainda se sabe pouco sobre a real importância do sono para a manutenção da saúde. Mas o que se tem certeza é suficiente para querer dormir bem: ele é fundamental para o bom funcionamento do cérebro, sendo associado, inclusive, à consolidação da memória.

O problema é que, mesmo sem apresentar problemas crônicos, muitas pessoas possuem dificuldade para dormir ou acordam com frequência durante a noite, nos chamados despertares. Nas mulheres, a ansiedade é a maior causa de insônia.

Pensando neste público, que vai dormir preocupado com os afazeres do dia seguinte, prejudicando a qualidade do descanso, Donna DC procurou profissionais para darem dicas simples, mas eficazes no combate às noites mal dormidas. Afinal, não dormir o suficiente para o organismo se recompor, pode significar, além de sonolência, redução da concentração, irritabilidade e variações no humor.

Boa noite

:: Evite ficar na cama se não estiver com sono. Rolar de um lado para outro gera estresse

:: Nem pense em consumir cigarro, café ou coca-cola antes de dormir, todos possuem substâncias como a cafeína, que estimula o organismo e demora até oito horas para sair da circulação

:: O chocolate à noite também deve ser banido, por estimular o organismo da mesma forma

:: As bebidas alcóolicas, conforme são digeridas, levam a despertares

:: Faça atividade física regularmente, pois libera endorfina, um hormônio que gera bem-estar e melhora o sono

:: Procure se exercitar, no mínimo, quatro horas antes de dormir, porque o exercício físico deixa o corpo mais alerta

:: TV, celular e computador não devem ficar no quarto por prenderem a atenção

:: Atividade sexual ajuda no combate à insônia porque relaxa

:: Leitura pode ser um ótimo relaxante

:: Trate o ronco do parceiro. Poucos dormem com alguém roncando ao lado

:: Elimine a claridade do quarto, senão o cérebro pode entender que é hora de acordar

:: Faça uma lista dos afazeres do dia seguinte, assim não terá medo de esquecer e dormirá em paz

:: Um banho quente é aliado do sono por ajudar a relaxar

Dicas de: Pablo Mortiz, pneumologista e especialista em distúrbios do sono, e Alberto Jorge Remesar, psiquiatra e especialista em medicina do sono

Atenção às posições

Evite dormir de barriga para baixo, pois terá que virar o pescoço para um só lado, alongando um grupo muscular e contraindo outro. Isso pode gerar dores.

Para dormir de lado, as regras não são poucas. Quando se dorme com uma perna esticada e a outra dobrada, o ideal é colocar um travesseiro grosso embaixo da perna dobrada. Nessa posição, é importante abraçar um travesseiro fino, para não trazer uma das mãos para baixo da orelha, diminuindo assim a circulação sanguínea do braço. Caso a preferência seja dobrar as duas pernas, o ideal é colocar um travesseiro fino entre elas para maior conforto.

O inconveniente de dormir de barriga para cima é que favorece o ronco para quem sofre com o problema, por dificultar a passagem do ar pelas vias respiratórias. Nesses casos, o mais indicado é que o travesseiro esteja mais na altura do pescoço do que na cabeça.

Dicas do professor do curso de graduação em Naturologia, Jaime Soares.

Sem remédio

Os chás de camomila, erva-doce e maçã são alguns dos indicados para auxiliar a chegada do sono. Também há a opção de ingerir cápsulas com extrato de maracujá ou valeriana.

Saiba que:

A média de tempo de sono é de sete a oito horas diárias, mas há quem precise dormir seis horas ou menos e aqueles que necessitam de nove ou mais.

Leia mais
Comente

Hot no Donna