Antes de escolher o seu secador de cabelo, veja quais funções se adaptam à sua necessidade

Secadores de cabelos estão cada vez mais sofisticados

Especialista recomenda a aplicação de leave-in termoativado, que ajuda a proteger o cabelo do calor
Especialista recomenda a aplicação de leave-in termoativado, que ajuda a proteger o cabelo do calor Foto: divulgação

Secador de cabelo é tudo igual, certo? Errado. O interessado pode escolher entre aparelhos com emissão de íons, nanotecnologia de titânio e até infravermelho. Além disso, o equipamento é disponibilizado em diferentes formatos, cores e potências – sem contar os “opcionais”, tão numerosos como os de um carro zero quilômetro.

Com os aparelhos de uso doméstico cada vez mais parecidos com os de salão, nada como a palavra de um profissional. André Marques, cabeleireiro da Taiff (empresa especializada em produtos elétricos para beleza), conta que a nanotecnologia de titânio proporciona um ar mais puro, já que o material tem propriedades bacterostáticas.

Assim, a higiene está garantida. Já as vantagens da emissão de íons quem explica é o professor Raimundo Nonato Silva de Sousa, da Faculdade do Cabeleireiro. De acordo com ele, essa função protege o cabelo ao fechar as cutículas dos fios, deixando-os menos arrepiados e mais bonitos. A função infravermelho, por sua vez, impede o secador de queimar o couro cabeludo.

Um equipamento de primeira linha não nos exime de cuidados, reforça André Marques: – O uso do secador geralmente é associado ao da escova. Nesse caso, o primeiro passo é escolher uma de acordo com seu tipo de fio.

O cabeleireiro ainda recomenda a aplicação de leave-in termoativado, que ajuda a proteger o cabelo do calor. Outra dica é manter o aparelho a uma distância mínima de 3cm dos fios, para evitar o ressecamento.

– A combinação cabelo úmido e temperatura alta provoca a queima do couro cabeludo e, por isso, sentimos cheiro de queimado ao entrar em alguns salões. O certo é manter distância e não direcionar o jato de ar diretamente para o cabelo – reforça Raimundo Nonato.

Cacheado perfeito

Ferramenta que auxilia na definição dos cachos, o difusor tem maneira certa de ser usado. André Marques ensina que a secagem com o acessório deve ser iniciada pelas pontas do cabelo.

– Em seguida, é secar o meio e a raiz. Para isso, o cabelo deve estar com mousse ou ativador de cachos. O secador é usado com ar quente, porém com potência fraca, de modo a evitar que os cachos desmanchem – afirma.

Quem tem cabelo liso nem precisa quebrar a cabeça tentando aprender, já que o processo destina-se a cabelos mistos, ondulados e crespos.

Lisos e lindos

Quem acha que cabelo liso só usa o secador para sua função mais básica, ou seja, secar, engana-se. Os alisadores são encontrados em aparelhos de uso doméstico e, como explica André Marques, servem para pessoas que têm dificuldade de usar o secador e as escovas ao mesmo tempo:

– Ele é uma boa opção para quem tem cabelos lisos ou mistos. Mas, para quem tem cabelos crespos ou muito ondulados, o que resolve mesmo é uma boa escova.

Eficiência máxima

Não se esqueça de verificar a potência do mecanismo. Quanto maior, mais forte é o vento e mais rápida é a secagem dos fios. Os bicos direcionadores de ar ajudam na modelagem. Já os que contam com sistema de ar frio, segundo Raimundo Nonato, servem para evitar choque térmico:

– Quando a pessoa faz uma escova ou ondula os cabelos, geralmente está num ambiente quente. Ao sair do local, o vento ou a chuva podem estragar o penteado. O jato de ar frio na finalização fecha a cutícula dos fios e ameniza os estragos.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna