Apenas 4% das mulheres se consideram bonitas, diz pesquisa

Apesar da maioria não reconhecer a própria beleza, 80% enxergam essa qualidade em outras mulheres

Estudo revela que 86% acreditam que a beleza pode ser alcançada por meio de fatores que não têm relação com a aparência física
Estudo revela que 86% acreditam que a beleza pode ser alcançada por meio de fatores que não têm relação com a aparência física Foto: Divulgação

A maioria das mulheres não se sente bela. É o que revela uma pesquisa realizada com 6,4 mil mulheres, entre 18 e 64 anos, em 20 países, incluindo Brasil, Estados Unidos, Alemanha, França e Itália. O estudo revela que apenas 4% se consideram bonitas. No Brasil, elas estão mais satisfeitas: 14% se sentem bonitas, enquanto as portuguesas são as mais insatisfeitas.

Mas, apesar de não reconhecerem a própria beleza, 80% enxergam essa qualidade em outras mulheres. O estudo, conduzido pelo  instituto de pesquisa inglês StrategyOne e encomendada pela marca Dove, ainda mostra que a maioria das mulheres admite que sente pressão para ser bela (59%). Para 32% a maior pressão vem delas e depois da sociedade (12%), amigos e família (9%). Segundo a psicanalista inglesa Susie Orbach, que conduziu a pesquisa, essa realidade pode minar a autoestima, confiança e felicidade. Susie é integrante do conselho da Sociedade Psicanalítica Britânica, que estuda o comportamento feminino.

Enquanto 92% afirmam que cuidar de si mesma é importante para se sentir bonita, 86% acreditam que a beleza pode ser alcançada por meio de fatores que não têm relação com a aparência física. Na lista estão: fazer algo que você realmente gosta (91%), ter amigos (84%) e até ter um relacionamento estável (83%). Em relação às brasileiras, 91% afirmam que se sentem mais bonitas quando estão felizes e realizadas na vida. Os olhos, o sorriso e os cabelos são o que elas mais gostam em si mesmas e a barriga é o que elas menos gostam.

Na Arábia Saudita, apenas 18% dizem que se sujeitam a pressões para serem belas enquanto mais da metade se sujeita na Rússia e Romênia. Na China, o índice é o menor: 13%. Já nove entre dez romenas e russas se sentem mais felizes quando se acham mais bonitas. E 3/4 das mulheres no Brasil e México concordam que receber um elogio sobre sua aparência faz com que se sintam belas, contra 1/3 das americanas e polonesas.

Leia mais
Comente

Hot no Donna