Após a adolescência, mulheres exigem pouco a camisinha

Relações mais curtas e menos estáveis somam-se ao comportamento de risco

Metade das brasileiras afirma não usar preservativos nunca
Metade das brasileiras afirma não usar preservativos nunca Foto: Divulgação

Mulheres na faixa dos 30 e 40 anos não fazem questão que seus parceiros usem camisinha durante as relações sexuais. A informação é da University College London, que avaliou os hábitos sexuais de 12 mil pessoas na Inglaterra.

Enquanto 68% das adolescentes afirmam pedir para que o parceiro use camisinha, o número cai para 28% em mulheres com idades entre 35 e 44 anos. Apenas 29% das mulheres afirmaram que seu parceiro usou camisinha na útlima relação sexual.

Os números da pesquisa britânica são similares aos dados do Ministério da Saúde, que indicam que 74% dos jovens utilizam camisinha nas primeiras relações, mas que o número cai para cerca de 20% após a adolescência.

– Este dado é perigoso, já que o número de pessoas com doenças sexualmente transmissíveis está aumentando em todo mundo. Homens e mulheres na faixa dos 30 e 40 anos estão trocando mais de parceiros e estão tendo relações mais curtas e menos estáveis, porém não estão investindo no sexo seguro – alerta a médica Catherine Mercer, coordenadora do estudo, em entrevista à Reuters. Os dados completos do levantamento estão na edição de novembro do International Journal of Epidemiology.

Na pesquisa, os participantes tiveram que responder questões sobre seus hábitos sexuais nos últimos três relacionamentos. A pesquisa preservou o anonimato e, em questões mais íntimas, os participantes podiam enviar as respostas pelo computador.

Motivos da pouca cautela

Apesar de mais abertas às informações sobre sexo, as mulheres ainda são pouco assertivas quando o assunto é proteger a própria saúde. Para a psiquiatra Carmita Abdo, coordenadora do Projeto de Sexualidade (ProSex) do Hospital das Clínicas de São Paulo, um dos principais motivos é a idealização e a confiança excessiva no parceiro logo no início da relação. Ao contrário dos homens, elas assumem muito rápido que estão em uma relação fixa ou exclusiva e abandonam o preservativo para agradar o parceiro.

– As mulheres têm a informação, mas ainda precisam colocar o que sabem em prática. Quase metade das brasileiras afirma não usar preservativos nunca. É um número muito alto – diz Carmita.

Leia mais
Comente

Hot no Donna