Após o carnaval, dormir é a prioridade para evitar problemas de saúde

Sintomas da falta de sono são irritabilidade e déficit de atenção

Humor fica alterado quando se é privado de uma boa noite de sono
Humor fica alterado quando se é privado de uma boa noite de sono Foto: Daniela Xu

O corpo dolorido e o sono excessivo fazem qualquer folião implorar por alguns dias de descanso antes do retorno às atividades normais. Com o fim da maratona de carnaval, a prioridade é se recuperar do desgaste excessivo para evitar aumentar a fadiga e desenvolver problemas mais sérios. No início, os sintomas da falta de sono são irritabilidade, baixa imunidade, déficit de atenção e mal humor, mas eles podem evoluir para problemas mais sérios se as noites mal dormidas persistirem.

A privação crônica de sono em mulheres pode antecipar a chegada da menopausa e, com ela, problemas como osteoporose e perda do tônus da pele. Além disso, mulheres são mais propensas a desenvolver depressão e, num quadro como esse, as chances aumentam. Cada organismo precisa de um número de horas específico de sono para preservar o bem-estar físico e mental.

De acordo com Andrea Barcelar, neurologista e vice-presidente da Associação Brasileira do Sono, não há como recuperar uma noite perdida. Mas, num cálculo aproximado, para cada madrugada em claro, é preciso dormir três para compensar.

? No carnaval, as pessoas costumam dormir mal, bebem muito álcool, fazem intensa atividade física e tomam substâncias para ficar acordadas. Mas a privação crônica do sono aumenta as chances de doenças degenerativas, hipertensão, diabetes e envelhecimento. A pele perde o tônus e aumentam as chances de surgir rugas ? explica.

Muitas pessoas que sofrem de envelhecimento da pele e procuram tratamento com especialistas relatam melhora do aspecto da derme após um período de sono saudável. No caso da mulher, o ciclo menstrual pode ser alterado, levando à menopausa precoce. Outro risco é o aumento de chances de morte súbita por doenças cardiovasculares, tanto para homens, quanto para mulheres.

Para recomeçar as atividades pós-carnaval inteira e evitar acumular o sono, a neurologista recomenda nesses primeiros dias a suspensão de atividade física e a ingestão de muito líquido.

Evite também atividades domésticas que exijam muita atenção e podem oferecer algum risco, pois o falta de concentração pode resultar em acidentes. No mais, tente cochilar na hora do almoço, se possível, e aumente as horas dormidas, a fim de se preparar para a maratona da vida real que começa logo após a quarta-feira de cinzas.

Leia mais
Comente

Hot no Donna