Aprenda a cuidar da beleza em tempos de crise

Tratamentos à base de produtos importados devem ficar mais caros

Tratamentos caseiros podem substituir a ida semanal ao salão de beleza
Tratamentos caseiros podem substituir a ida semanal ao salão de beleza Foto: Divulgação

Em época de crise econômica, os cuidados com a beleza podem parecer um gasto desnecessário. Junte isto com a alta do dólar, que deixa a matéria-prima dos salões de beleza mais caros, e as idas ao cabeleireiro acabam ficando cada vez mais escassas. A maioria dos salões ainda não mudou o preço dos tratamentos, mas a análise dos especialistas em beleza é a de que, a partir de janeiro, o reajuste pode pegar as mulheres de surpresa.

A empresária Paula Pereira, proprietária da Shampoo Cosméticos, acredita que esta é uma boa hora de garantir o estoque de produtos importados, já que eles prometem ficar mais caros a partir do início do ano que vem.

– Acho que agora é um bom momento para as clientes comprarem produtos importados de qualidade, já que os preços não aumentaram e é possível parcelar, ao contrário das compras feitas em viagens internacionais. Comprar em viagens agora é um risco, pois o dólar esta oscilando muito. Imagine comprar no cartão de crédito no exterior e não saber ao certo quanto será sua fatura? É uma boa aproveitar as facilidades de pagamento, sem juros e em reais – acredita Paula.

Neste momento, dê preferência ao pagamento à vista e aproveite para pedir descontos ou planos facilitados de pagamento. O cartão de crédito pode ser uma faca de dois gumes, lembra a consultora financeira Sandra Blanco em seu livro “Mulher inteligente valoriza o dinheiro, pensa no futuro e investe”. Só use o cartão se você tiver dinheiro para pagar a fatura integral, avisa a especialista.

Para economizar, procure redes que fazem parcerias com grandes marcas. Como elas compram xampus, cremes e finalizadores com desconto, os preços costumam se alterar menos. Também prefira marcar sua ida ao cabeleireiro de segunda-feira à quarta-feira, dias de menos movimento e mais promoções.

Medidas que ajudam a economizar

Nem todos os cuidados com a beleza precisam ser feitos nos salões. A dermatologista Fernanda Sanchez, da Sociedade Brasileira, diz que a melhor forma de economizar dinheiro nos procedimentos é preferir aqueles que realmente trazem resultados, como a cauterização e a limpeza de pele.

– Os cuidados semanais no salão podem virar mensais se nas outras semanas os tratamentos forem feitos em casa. Em vez da hidratação semanal no cabeleireiro, por exemplo, eu sugiro a hidratação caseira com um produto de qualidade e apenas uma cauterização mensal, que é mais eficaz que a hidratação e vai otimizar o resultado dos outros tratamentos feitos em casa – explica a dermatologista.

Ela também avisa que, na maioria dos casos, não há problemas em trocar a limpeza de pele semanal na esteticista por uma mensal se nas outras semanas for feita uma esfoliação em casa.

– Se o dinheiro está curto, recomendo uma consulta com o dermatologista antes da adesão de qualquer novo tratamento. Ele é o especialista mais indicado para explicar se um tipo de procedimento estético será eficaz ou não no seu caso – diz. Porém, tratamentos com químicas, em especial o alisamento e o relaxamento dos fios, devem ser feitos no cabeleireiro, já que se algo der errado, o dinheiro gasto para consertar o estrago com certeza será maior do que o de uma hora com um profissional.

Como a crise dá sinais de que ainda vai durar um bom tempo, a dermatologista indica a depilação a laser como um dos melhores investimentos que uma mulher pode fazer por sua beleza.

– São apenas cinco sessões para se ver praticamente livre dos pêlos. É um procedimento que recomendo para quem está com dinheiro nas mãos. Porém, esta depilação não combina com sol e praia, por isso é melhor evitá-la nos próximos meses – completa.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna