Aprenda a evitar os seis erros mais comuns no início do relacionamento

Donna ensina a evitar os pecados mais comuns - e fatais - que as mulheres cometem no começo do romance

Foto: Ricardo Wolffenbüttel

Sabe aquela amiga que nunca consegue manter um relacionamento por muito tempo e não encontra nenhum homem que lhe agrade? O problema podem não ser eles – talvez ela mesma esteja sabotando a relação. Alguns erros fatais são mais comuns do que você imagina. Donna listou seis deles:

1. Achar que pode mudá-lo: Coisas pequenas, como colocar a toalha molhada em cima da cama, podem até mudar, mas traços de personalidade não. Insistir em tentar alterar características próprias dele só serve para fazer você se sentir ignorada e irritar seu paceiro. Ao perceber que não conseguirá mudá-lo, você tem duas opções inteligentes: aceitá-lo assim, caso sejam defeitos contornáveis, ou procurar outra pessoa mais compatível com você. Não insista em tentar mudá-lo de qualquer jeito – é perda de tempo.

Na prática: Liste em um papel cinco qualidades que você procura em um parceiro e outras cinco com as quais você absolutamente  não quer conviver. Este pequeno exercício evita com que você dê atenção a detalhes desimportantes ou deixe de prestar atenção ao que realmente importa.

2. A hora da cobrança: – Onde vai dar nosso relacionamento? – é a pergunta que faz qualquer homem gelar. Eles não gostam de serem colocados na parede por uma decisão definitiva enquanto ainda estão se questionando. Não pressione, busque a resposta nas pequenas atitudes: repare se ele atende prontamente aos seus telefonemas, como trata seus amigos, se se preocupa em ouvir sobre seu dia. Homens pouco interessados não investem tempo e energia nesses detalhes.

Na prática: Após um certo tempo de relacionamento, caso as coisas continuem indefinidas, converse calmamente e sem cobranças. Exponha seus sentimentos, fale claramente sobre o que está sentindo e não sobre o que espera que ele faça. Demonstre que é importante para você definir a relação para se sentir segura, e que não está aberta para qualquer outra pessoa que não ele. Dessa forma, você mostra que respeita seus próprios sentimentos e o ensina a fazer isso também – e ele, caso não compartilhe dos seus, tem a chance de se manifestar.

3. Abrir mão de seus interesses: Não manter os seus interesses presentes é o caminho para o fim da relação, e  tentar ser uma continuidade dele e não você mesma só a torna uma pessoa desinteressante. As mulheres tendem a abrir mão de suas atividades no início de um novo amor, enquanto os homens não – mas manter sua individualidade e segurança faz você ser respeitada. Os homens admiram mulheres que viajam tranquilamente a trabalho, por exemplo, e gostam do tempo que têm para si – e ainda: quando se encontram, a relação costuma estar mais saudável.

Na prática: Saia com as amigas, faça ginástica, busque sempre coisas que você possa fazer sozinha. Mantenha sua vida independente da relação a dois.

4. Esperança de um futuro melhor: Muitas mulheres ficam em relações ruins acreditando na possibilidade de que as coisas melhorem. Momentos difíceis acontecem, sim, e se a relação é baseada no amor até vale a pena tentar mais um pouco. Mas se as discussões são muito frequentes, e se pensar nele deixa você triste, não tem por que continuar junto.

Na prática: Repare se seu relacionamento é baseado na comunicação e na confiança. Se perceber que as discussões são mais frequentes que os momentos felizes, repense a relação.

5. O “não sei”: Segundo a coach de relacionamento Margareth Signorelli – já pensou em ter uma? -, é comum que as mulheres não entendam seus sentimentos e, ao serem perguntadas sobre o que está acontecendo, respondam “não sei”. A resposta natural (e racional) do homem é deixar de lado, por entender que “não sei” significa “não sei”, enquanto você se sente desprezada e incompreendida. Evite essas situações aprendendo a falar exatamente o que está sentindo para fazê-lo entender.

Na prática: Fale claramente o que você está pensando, com frases como – Estou me sentindo insegura porque achei que você estava conversando com a minha amiga por muito tempo. Existe motivo para eu me sentir assim? – Dessa forma, você demonstra o que sente sem acusá-lo de nada. Acredite: é muito melhor assim.

6. Não saber pedir o que quer: Um hábito comum entre as mulheres é o de reclamar ao invés de pedir, o que conflita com o horror a reclamação que sentem os homens – se travam e não ouvem mais nada. Eles funcionam melhor quando a mulher expressa claramente o que quer. Um exemplo típico é o diálogo em que a mulher pergunta: – Você não quer sair para jantar? – Não, vamos ficar por aqui mesmo. – Você nunca me leva a lugar algum, estou cansada de ficar trancada aqui dentro –  eis a reclamação que leva a noite por água abaixo. Aprendendo a pedir corretamente, você alcança seus desejos com mais facilidade.

Na prática: Saiba exatamente o que quer e fale a respeito. O convite pode ser algo como: – Eu adoro estar ao seu lado, está uma noite linda e eu gostaria muito de sair para jantar com você hoje, você me convida? – Pedir sem cobrança ou reclamação pode fazer milagres!

Leia mais
Comente

Hot no Donna