Apresentadora Xuxa chega aos 50 anos

Da vida simples em Santa Rosa, Xuxa passou a ser uma das mulheres mais vigiadas da atualidade

Foto: Divulgação

A conversa fluía sem interrupções em uma manhã ensolarada e fresca na casa avarandada do bairro Timbaúva, em Santa Rosa. O jornalista estudioso da carreira de sua conterrânea, a apresentadora Xuxa Meneghel, falava sobre a ligação da filha ilustre com a cidade do noroeste gaúcho. De repente, o papo é interrompido pelo eufórico Cauã, seis anos, que ao ouvir o pai pronunciar o nome de Xuxa se apressou em dizer que adora os DVDs dela. E põe-se logo a enumerar todos os que tem.

:: “Para quem trabalha com a imagem, é sempre um horror envelhecer”

:: Casa de Xuxa guarda lembranças da infância em Santa Rosa

FOTOS: relembre a vida e a carreira de Xuxa

Os olhinhos brilham. Cauã, filho do jornalista Claudiomiro Sorriso, não viveu a época em que Xuxa reinou nas manhãs da década de 1980, no horário nobre infantil da TV Manchete, primeiro, e da Globo, a partir de 1986. Também não viu a loira se desdobrar em programas variados, sempre voltados aos jovens, como Programa da Xuxa, Xuxa Park e Planeta Xuxa. Esse detalhe, no entanto, parece não importar. O fascínio que a apresentadora provoca no guri é o mesmo que vem causando em gerações de crianças e jovens, desde que iniciou o trabalho com os pequenos.

* INFOGRÁFICO: clique na imagem e veja os personagens relacionados à apresentadora

No próximo dia 27, um dos maiores símbolos de beleza e sucesso do país completa 50 anos. Pode-se dizer que ela não é exatamente um ícone fashion, mas é impossível negar que Xuxa é uma das mulheres mais lindas que o Brasil – e talvez o mundo – já produziram. Não é necessário gostar de seus programas, usar seus produtos licenciados ou assistir aos seus DVDs, mas será difícil criar um filho imune à sedução da rainha dos baixinhos. Em algum momento, ainda que efêmero, as crianças irão amá-la. E pode ser que os anos e as marcas do tempo tirem dela esse poder hipnótico de atingir em cheio os coraçõezinhos. Porém, ao que tudo indica, esse dia ainda está longe de chegar.

Reinventar-se parece ser uma das especialidades de Xuxa. A beleza do corpo alto e magro e do rosto ornado pelos olhos azuis credenciou a menina para ser modelo internacional. Depois, ensaiou ser atriz em produções de gosto, digamos, duvidoso, e fez fotos sensuais. Enquanto isso, namorou Pelé por seis anos. Assim tornou-se conhecida até descobrir sua verdadeira vocação: o trabalho voltado ao público infantil na televisão.

Esse começo parece atormentar a apresentadora até hoje, a contar pelos sucessivos esforços de Xuxa para recolher as reproduções das fotos que fez na juventude para revistas masculinas e, principalmente, as imagens da sua aparição mais polêmica, no filme Amor Estranho Amor, em que protagoniza cenas sensuais com um garoto. Mas lembrar-se de Xuxa somente pelos primeiros anos de sua vida pública é, no mínimo, reduzir a dimensão da carreira que construiu. Poucas figuras na história da televisão brasileira tiveram o poder de atração conquistado por ela, extrapolando os domínios de programas como o Xou da Xuxa para o mundo todo.

Gravou discos em espanhol, apresentou programas em diversos países, vendeu toda sorte de produtos licenciados ao redor do globo, especialmente na América Latina. Tornou-se defensora das crianças, por meio das ações sociais capitaneadas pela Fundação Xuxa Meneghel. E teve todos os momentos importantes da vida monitorados. Diante das câmeras, ela chorou a morte do grande amor, Ayrton Senna, engravidou e deu a luz a Sasha, rompeu com Marlene Mattos, recentemente revelou estar mais uma vez apaixonada e namorando.

FOTOS: relembre a vida e a carreira de Xuxa

As reações das legiões que a amam e a odeiam são sempre intensas. Em maio do ano passado, revelou em rede nacional que havia sofrido abuso sexual na infância. Muitos admiraram a atitude. Outros bradaram ser tudo jogada de marketing. Mas o fato é que os meses que se seguiram ao depoimento divulgado pela Rede Globo foram de uma enxurrada de denúncias contra pedófilos nas delegacias de todo o país.

Em uma das poucas vezes que se manifestou sobre questões políticas, tomou partido do Rio de Janeiro na briga pelos royalties do petróleo, irritando gente de outros estados, especialmente do Rio Grande do Sul, sua terra natal.

Quando se trata de Xuxa, nada é discreto ou comedido e tem grandes proporções. Agora, quando completa 50 anos, fica a dúvida sobre como serão os novos tempos. A mulher envelhece diante das telas. Mas, e o mito? Envelhecerá?

Sem respostas, por enquanto. Dias antes do aniversário, Xuxa parece não se importar com essas perguntas. Quer viver. Simplesmente. Quer fazer o que gosta, ousar, brincar, ser feliz. Quer ser Xuxa, quer ser mulher e mãe, quer ser Maria da Graça.

Na entrevista que concedeu por e-mail à revista Donna – depois de quase um ano de negociação com sua assessoria -, ela comenta a nova fase.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna