Aromaterapia ajuda a diminuir dores físicas e combater o estresse

Massagens com fragrâncias especiais trazem benefícios à saúde

Massoterapeuta explica os benefícios que os aromas podem trazer para a sua vida
Massoterapeuta explica os benefícios que os aromas podem trazer para a sua vida Foto: Susi Padilha

Todo mundo sabe que uma boa massagem pode ser um “santo remédio” para acabar com desconfortos físicos ou para simplesmente relaxar depois de um dia cansativo de trabalho. E o que dizer, então, de aliar a tradicional massagem aos benefícios de certos aromas especiais que não são apenas relaxantes, mas, também, estimulam o sistema nervoso central? A técnica, conhecida como aromaterapia, tem mais de cinco mil anos, mas só agora começa a se tornar conhecida do grande público.

A massoterapeuta Rosane Santos, que trabalha com a técnica, explica os benefícios do tratamento com os aromas.

– Aplico a aromaterapia sempre aliada à massagem. Assim, os óleos trabalham em duas frentes: quando friccionados ao corpo estimulam o sistema circulatório, transferindo suas propriedades benéficas para o organismo; quando inalados pelo paciente, estimulam o sistema nervoso central, que relaxa e atende aos comandos que aquele aroma ordena, como relaxar ou ficar menos nervoso, por exemplo.

A especialista esclarece ainda que há diversas maneiras de se trabalhar com a aromaterapia. Ela pode ser desenvolvida aliada com a massagem, pode ser simplesmente inalada ou ainda podem ser feitos tratamentos com aromatizadores ambientais ou com gargarejos.

Esses óleos, explica a massoterapeuta, são obtidos através de diversas plantas como a laranja, a hortelã, o manjericão e a camomila, cada uma delas com as suas propriedades. Essas essenciais não são aplicadas no corpo em seu estado bruto: precisam ser diluídas em um número e quantidade que variam de acordo com cada caso.

– Não há um aroma específico que utilizo para diversos, pacientes. Primeiro converso com ele e traço um mapa com seus problemas queixas e necessidades, tanto físicas quanto psicológicas. A partir daí monto o tratamento. Uso um óleo base, que é igual para todos os pacientes, e nele vou adicionando outros óleos que farão bem exclusivamente àquela pessoa. Não é como uma aspirina que é medicada de forma igual para todos – compara.

Para a massoterapeuta, na aromaterapia é importante que o profissional consiga entender o que leva uma pessoa a ter queixas constantes, como sempre relatar fadiga excessiva ou dor de cabeça, por exemplo. Segundo ela, através dessa técnica é possível identificar os fatores emocionais que são somatizados pelo paciente se transformando em dores ou doenças.

No entanto, segundo ela, muitos buscam a aromaterapia não para tratamento físico ou mental, mas por razões estéticas.

– É possível usar os aromas para diminuir a retenção de líquidos, por exemplo, diminuindo o acúmulo de água no organismo o que acaba com aquela sensação incômoda de inchaço – destaca.

Rosane relata que a aromaterapia, apesar de ser uma técnica antiga mas pouco conhecida, é uma opção que vem sendo cada vez mais procurada e aceita pelo público.
– Vejo que os pacientes ficam felizes com os resultados alcançados e que muitos passam a dar mais importância aos aromas que nos cercam, tendo significativas melhoras nos seus quadros clínicos e psicológicos – destaca.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna