Aspirina ajuda a combater reincidência do câncer de mama

Foto: Adão Junior

Um estudo conduzido pela Universidade de Harvard, nos Estados Unidos, sugere que a aspirina pode reduzir pela metade o risco de uma mulher que finalizou o tratamento contra o câncer de mama voltar a desenvolver a doença ou de o mal se espalhar por outras partes do corpo.

Para o levantamento, realizado ao longo de 26 anos e publicado no Journal of Clinical Oncology, foram comparados os quadros clínicos de voluntárias diagnosticadas com a enfermidade que tomavam aspirina regularmente com os de outras pacientes que não usavam o medicamento.

Aquelas que ingeriram o remédio de duas a cinco vezes por semana reduziram em 60% a chance de metástase e em 71% o índice de fatalidades devido ao retorno da doença. As participantes que tomavam semanalmente seis ou sete comprimidos reduziram em 43% a probabilidade de o câncer se espalhar e em 64% a de morrer.

Leia mais
Comente

Hot no Donna