Autorretrato: Leonardo Machado, ator gaúcho

Ator comemora boa fase no seriado brasileiro Na Forma da Lei

Leonardo Machado foi o vencedor do Kikito de Melhor Ator no 37o Festival de Cinema de Gramado
Leonardo Machado foi o vencedor do Kikito de Melhor Ator no 37o Festival de Cinema de Gramado Foto: Divulgação

Que cena da sua vida escolheria para reviver?
A entrega do prêmio do Festival de Cinema de Gramado em 2009 (Leonardo foi eleito melhor ator pelo filme Em Teu Nome).

Qual o seu maior medo?
Da solidão.

Que traço do seu temperamento o incomoda?
Estouro facilmente.

E nas outras pessoas?
Não gosto de pessoas falsas e instáveis.

Por que motivo chorou a última vez?
No dia em que fui pela primeira vez na casa de meu avô após a sua morte e comi uma bergamota de um pé que plantamos juntos.

E por que motivo riu?
Quando vi minha afilhada, Mariana, me fotografar.

Um hábito de que não abre mão.
Comer bem.

Um hábito de que quer se livrar.
Falar muito ao telefone.

Que habilidade gostaria de ter mas não tem?
Tocar trompete. Adoro as músicas de Chet Baker, em especial My Fanny Valentine.

Qual é a maior extravagância que você já cometeu?
Não sou uma pessoa de muitas extravagâncias. Mas acho que foi comprar uns vinhos caros.

O que menos gosta em sua aparência?
Várias coisas. Mas prefiro não comentar (risos).

Qual o seu bem mais precioso?
Minha família e minhas amizades.

Qual você considera a maior das virtudes que uma pessoa pode ter?
Bom caráter.

Qual é a sua ocupação favorita?
Atuar e cuidar dos meus cavalos crioulos.

Que lembrança de infância é mais nítida em sua memória?
Quando comi sorvete pela primeira vez. Tinha seis anos e foi após uma operação para retirada de amígdalas.

Que presente você ganhou e nunca esqueceu?
Minha Caloi Cross.

Que experiência artística teve mais impacto em você recentemente?
O filme O Segredo dos Seus Olhos.

Qual a paisagem natural mais deslumbrante que você conhece?
O pampa gaúcho. Adoro a sua grandiosidade – e olhar para sua imensidão me faz compreender que não somos tão importantes.

Que presente você daria para a sua cidade natal, se pudesse?
Daria um metrô para Porto Alegre.

Um gosto inusitado.
Adoro mojera (glândula de boi assada).

Uma frase.
Decidi ser feliz porque faz bem à saúde. (Voltaire)

Leia mais
Comente

Hot no Donna