Bambuterapia promete relaxar e drenar o corpo

Técnica permite relaxar e, ao mesmo tempo, combater a celulite, a flacidez e a gordura localizada

Bambuterapia pode ser uma opção rápida e indolor para relaxar, recuperar as energias e ativar a circulação
Bambuterapia pode ser uma opção rápida e indolor para relaxar, recuperar as energias e ativar a circulação Foto: Susi Padilha

A rotina, o trabalho, as atividades diárias da casa, enfim, o modo de vida atual da mulher exige alguns momentos de relaxamento. Se relaxar é bom, imagine, ao mesmo tempo, drenar o corpo, combatendo a celulite, a flacidez e a gordura localizada. É esta a proposta da técnica de bambuterapia.

A sessão da massagem, que dura em média 40 minutos e custa cerca de R$ 80, começa com um creme drenante para ativar a circulação e para deixar a pele macia para que os bambus escorreguem mais facilmente. São utilizados, então, cinco pares de bambus de comprimentos e espessuras diferentes. O instrumento funciona como um prolongamento dos dedos, capaz de alcançar partes do corpo onde as mãos não conseguem ativar tão bem. Com eles, são feitos inúmeros movimentos — todos na direção da linfa, o que ajuda a melhorar a circulação —, começando pelos pés, passando pelas pernas, barriga e costas.

Por isso, a massagem, além de relaxante, é também drenante, o que se traduz em combate à celulite, flacidez e gordura localizada. O efeito vai depender da intensidade com que é feita a massagem e da quantidade de sessões. 

— Uma sessão apenas é terapêutica. A partir de cinco, a massagem já tem um efeito drenante. Isso não quer dizer sempre redução de medidas, mas alívio do inchaço em algumas regiões — explica a esteticista Aline Tardelli.

Apesar dos movimentos serem feitos com muita intensidade, não se sente dor, nem criam-se hematomas. A bambuterapia pode ser, portanto, uma opção rápida e indolor para relaxar, recuperar as energias e ativar a circulação, melhorando a saúde.

Leia mais
Comente

Hot no Donna