Bebidas açucaradas: conheça os riscos do consumo e saiba como evitar

Um a dois copos de bebidas adoçadas por dia aumentam em 26% o risco de diabetes tipo 2

O consumo de bebidas doces, a maioria dos quais são refrigerantes, aumentou substancialmente em todo o mundo segundo os pesquisadores
O consumo de bebidas doces, a maioria dos quais são refrigerantes, aumentou substancialmente em todo o mundo segundo os pesquisadores Foto: Stock Photos, Divulgação

Bebidas açucaradas, como refrigerantes e sucos industrializados fazem parte do cardápio da maioria dos brasileiros. Até nas mamadeiras, essas bebidas aparecem com frequência. O risco desse hábito foi apontado recentemente em uma pesquisa americana. Além de induzir à obesidade e à síndrome metabólica, dois copos deste tipo de bebida por dia elevam em 26% as chances de se desenvolver diabetes do tipo 2.

O consumo de bebidas doces, a maioria dos quais são refrigerantes, aumentou substancialmente em todo o mundo segundo os pesquisadores. O estudo, da Harvard School of Public Health (HSPH), é a primeira análise da ligação das bebidas adoçadas com o diabetes tipo 2 e síndrome metabólica.

O refrigerante comum é um dos grandes vilões, aponta a nutricionista do Centro de Obesidade e Síndrome Metabólica do Hospital São Lucas da PUCRS, Anália Barhouch. Segundo ela, a bebida só oferece açúcar ao organismo (cerca de 5 colheres de chá por copo) e gás, que causa uma dilatação do estômago.

Apesar disso, os sucos industrializados também podem representar risco à saúde. Os adoçados podem chegar a ter a mesma quantidade de açúcar que um refrigerante. Então é preciso estar atento à composição e também à escolha da fruta.

? O suco de laranja é muito consumido. Mas a laranja é uma das frutas mais calóricas, que possui mais frutose, que é o açúcar natural dela ? alerta a especialista.

A uva e a manga, assim como a laranja, podem ser consideradas mais calóricas. Anália recomenda os sucos naturais de melancia, melão, abacaxi, maracujá, limão ou pêssego.

Preste atenção às dicas da nutricionista

:: Evite consumir refrigerantes comuns, mas não exagere nas versões light ou diet: eles também podem conter calorias, além de sódio e gás

:: Durante as refeições procure não ingerir líquidos. Se necessário, não ultrapasse um copo e prefira a água

:: Sucos de frutas naturais são sempre boas opções, mas não exagere nos de laranja, uva ou manga. Para diminuir o valor calórico destes uma alternativa é diluir com água

:: Abuse dos sucos naturais de melancia, melão, abacaxi, maracujá, limão, pêssego

:: Preste atenção na composição das bebidas industrializadas. Prefira aquelas com pouca ou nenhuma quantidade de açúcar

:: Reduza a quantidade de açúcar nas bebidas, inclusive café. É preciso habituar o paladar

:: Em casos onde é necessário o açúcar, prefira o adoçante ou o açúcar light (que adoça mais com menos quantidade, portanto menos calorias)

A PESQUISA

A pesquisa combinou 11 estudos que incluíram 15 mil casos de diabetes tipo 2 e 5,8 mil casos de síndrome metabólica. Os resultados mostraram que pessoas que bebem de um a dois copos de bebidas açucaradas por dia têm o risco de diabetes tipo 2 elevado em 26% e o risco de síndrome metabólica em 20% em comparação com aqueles que consumiam menos de uma dose por mês.

Saiba mais

O que é a Síndrome Metabólica? A síndrome é um conjunto de fatores de risco, como pressão arterial elevada e excesso de gordura corporal em torno da cintura, que aumenta o risco de doença arterial coronariana AVC e diabetes.

Diagnóstico da síndrome metabólica é alerta de risco para o coração

Leia mais
Comente

Hot no Donna