Ben Harper canta o seu sofrimento com maestria no recém-lançado Give Till It’s Gone

Décimo álbum do californiano mantém pegada roqueira com uma pitada de melancolia

Foto: Charles Guerra

Logo após o término da apresentação de Ben Harper em Florianópolis, em 2007, um conhecido reclama do show e chama o cantor, guitarrista e compositor norte-americano de preguiçoso: “Pô, o cara toca sentado”.

O desavisado fã de ocasião nunca soube que a postura no palco é exigida pelos três modelos de slide guitar Hermann Weissenborn replicadas dos anos 1960 e utilizadas por ele nos shows. Ele nunca soube também que tinha acabado de assistir a performance de um dos mais autênticos músicos da atualidade.

Ultimamente resumido a “padrinho de Jack Johnson”, Harper lança Give Till It’s Gone, seu décimo álbum de estúdio, mantém a pegada roqueira do anterior, White Lies for Dark Times (2009), e também os músicos Jesse Ingalls (baixo), Jason Mozersky (guitarra) e Jordan Richardson (bateria). A diferença é que, neste, a parede sonora sustenta um quê de melancolia, de desamor.

Como canta em Don’t Give Up On Me Now ( vídeo abaixo), faixa de abertura do disco: “É tempo de abrir as feridas e saber que o mundo não é meu”. Divorciado de forma litigiosa há oito meses da atriz Laura Dern, 43 anos, com quem tem dois filhos ? um menino de nove anos e uma menina de cinco ?, o cantor californiano de 41 anos diz que está (alô, meninas!) sofrendo.

? Nunca tinha feito um disco que fosse uma tal linha do tempo. É a verdadeira extensão do último ano e meio na minha vida, e todos esses sons são inspirados por minhas experiências. É a declaração musical mais sincera que eu poderia fazer ? disse ele em uma das entrevistas coletivas de divulgação do álbum.

Parceria com Ringo Starr

Gravado e mixado principalmente no estúdio de Jackson Browne, o Groove Masters, na Califórnia, Give Till It’s Gone conta com duas faixas escritas em parceria com Ringo Starr, baterista dos Beatles. Spilling Faith é marcada pela psicodelia setentista e a análoga Get There From Here é um instrumental de improvisação. A música de trabalho, Rock’n’ Roll is Free, foi inspirada por Neil Young e tem história. Harper abriu um concerto dele no último verão, em Londres. Logo após Neil Young tocar Rockin’ in the Free World, Harper correu para o quarto e a compôs.

Uma dica: no site de Ben Harper (www.benharper.com) dá para assistir a uma apresentação no programa Live On Letterman gravada no dia 18 de maio, no Ed Sullivan Theater, nos EUA.

Give Till it’s Gone, Ben Harper (EMI). 11 faixas, R$ 30

>>> Confira o clipe de Don’t Give Up On Me Now :

Leia mais
Comente

Hot no Donna