Bisneto do fundador da Fiat, Lapo Elkann aumenta a fortuna

O empresário de 35 anos é herdeiro de uma das maiores montadoras de automóveis do mundo

Lapo Elkann
Lapo Elkann Foto: Divulgação

Passei um bom tempo imaginando como seria entrevistar um dos homens mais ricos da Europa. Criei um cenário de uma conversa rápida, rodeada por seguranças, com duração relâmpago e muitos metros de distância entre eu e ele. Para minha surpresa, fui recebida por Lapo Elkann numa calçada de Turim com aperto de mão, cumprimento em português e a oferta de um cigarro.

O empresário de 35 anos é herdeiro de uma das maiores montadoras de automóveis do mundo. Apesar de ter nascido milionário, Lapo decidiu que iria trabalhar para viver. Também escolheu não construir toda a carreira profissional à sombra do bisavô Giovanni Agnelli, que em 1899 fundou a Fiat. Depois de alguns anos como diretor de marketing da empresa, surpreendeu ao anunciar que voaria sozinho para outros empreendimentos. A guinada do mercado de automóveis para o da moda não foi, na verdade, uma grande surpresa para a família.

Considerado um dos homens mais elegantes da Europa, Lapo é figura constante em desfiles e em revistas. Atualmente, usa o status de celebridade para divulgar a Italia Independent, sua nova marca de roupas e acessórios. Também comanda um escritório de consultoria que presta serviços para empresas que precisam se reinventar, atender mais mercados ou alcançar novos públicos.

A Fiat, vez que outra, é sua cliente. A última parceria de Lapo com o irmão mais velho – John Elkann, presidente da companhia – figura na lista de grandes êxitos de ambos os lados. Com a missão de dar cara nova a um velho sucesso da montadora, o Fiat 500, Lapo reuniu suas duas paixões e desenvolveu um carro fashionista que é sucesso de vendas na Europa.

Criado em parceria com Frida Giannini, o 500 Gucci teve a top Natasha Poly na divulgação
Foto: Divulgação

Carro com moda

O modelo 500 Gucci, criado em parceria com a centenária casa de moda italiana, foi resultado de mais de um ano de trabalho. Criativos da Fiat, da Gucci e da empresa de Lapo se uniram para estudar detalhes do interior e do exterior do carro. Era preciso adicionar mais estilo ao produto, mas sem deixá-lo tão específico que teria apelo para apenas um tipo de público.

? Foi ótima a parceria com a Frida (Gianinni, diretora criativa da Gucci) porque ela é mais humilde que outros estilistas que circulam por aí. Ela trabalhou aqui na fábrica conosco sem nenhuma frescura ? contou ele.

Da Gucci, o novo 500 herdou não só as icônicas listras em vermelho e verde, aplicadas em diversos detalhes, como também algumas sutilezas típicas de moda. O modelo em branco, vendido no Brasil, tem espelho moído adicionado à tinta, dando aspecto cintilante à pintura.

? Queríamos um carro com estilo na medida certa. A ideia era resgatar o melhor da dolce vita italiana, aquele estilo de vida que vocês, brasileiros, conhecem tão bem. Eu já vejo este carro circulando em Ipanema, em São Paulo, em Trancoso e em Floripa ? vislumbra Lapo.

O lado brasileiro

As explicações apaixonadas sobre o projeto, Lapo concedeu num misto de inglês (ele nasceu em Nova York), português (por conta do segundo casamento da mãe, morou seis anos no Rio de Janeiro quando era criança) e em italiano (hoje vive entre Milão e Turim). O empresário visita o Brasil com frequência e é fã das praias daqui.

A última vinda à América do Sul, no Réveillon, deveria ser estendida para a Bahia, mas a viagem foi interrompida depois que a casa onde se hospedou em Punta del Este, no Uruguai, foi assaltada. Ladrões levaram de um cofre as joias da namorada, a milionária Goga Ashkenazie, avaliadas em mais de US$ 4 milhões, e mais US$ 30 mil em dinheiro. Mesmo sendo um dos homens mais ricos do mundo, foi incomodação suficiente para estragar o passeio.

Caro e exclusivo

Que carro dirige o herdeiro da Fiat, empresa que é dona também da Ferrari, Chrysler, Alfa Romeo, Maserati e Dodge? No momento, uma Ferrari customizada no centro de personalização da marca, localizado na cidade de Maranello.

O carro com pintura camuflada é único no mundo. Estima-se que os detalhes exclusivos pedidos por Lapo tenham feito o valor final dobrar, passando de US$ 1 milhão.


*Gabrieli Chanas viajou a convite da Fiat

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna