Brasil tem dois filmes no Festival de Veneza

Mostra será realizada entre 2 e 12 de setembro

Andrea Beltrão compara trabalho de atriz com o de um atleta: é preciso vencer obstáculos e cumprir desafios
Andrea Beltrão compara trabalho de atriz com o de um atleta: é preciso vencer obstáculos e cumprir desafios Foto: Anna Ottoni, revista Marie Claire, divulgação

O filme brasileiro Insolação, de Daniela Thomas e Felipe Hirsch, e o documentário Viajo porque preciso. Volto porque te amo, de Marcelo Gomes e Karïm Aïnouz, são os dois representantes brasileiros na programação oficial da 66ª Mostra de Veneza, que será realizada entre 2 e 12 de setembro.

No longa-metragem, os cineastas mostram a solidão e as dificuldades que os indivíduos devem enfrentar em uma grande metrópole e, neste caso concreto, em “uma ainda mais abstrata que outras”, como Brasília, apontou o diretor do Festival, Marco Müller. Nenhum dos dois concorre ao Leão de Ouro, máximo prêmio do festival.

Müller atribuiu a escassez de filmes latino-americanos no festival aos tempos de produção desses países, já que “a maioria das estreias” acontece no primeiro semestre e, por isso, os cineastas preferem apresentar seus trabalhos no Festival de Cannes, na França.

Nesta edição da mostra, o cinema italiano será o de maior presença, com 22 produções, seguido pelo americano, que este ano contará com 17 títulos em cartaz.

Leia mais
Comente

Hot no Donna