Brasileiros da região Sul têm opiniões contraditórias sobre união estável entre homossexuais

Pesquisa aponta que questões envolvendo casais do mesmo sexo dividem os entrevistados

Jovens são mais favoráveis à união de pessoas do mesmo sexo
Jovens são mais favoráveis à união de pessoas do mesmo sexo Foto: Damian Dovarganes

Pesquisa do IBOPE Inteligência revelou esta semana que os brasileiros aceitam a homossexualidade, mas ficam divididos quanto a assuntos mais delicados, como união civil e adoção de crianças por casais do mesmo sexo.

O Sul segue a tendência nacional. 70% dos entrevistados da região afirmaram que não se afastariam, caso seu melhor amigo revelasse ser gay. A maioria também é a favor de homossexuais em profissões como médico, policial, servidor público e professor de ensino fundamental. No entanto, os índices de aprovação ficaram abaixo dos nacionais.

No que diz respeito à união estável entre pessoas do mesmo sexo, 54% dos entrevistados se dizem contrários. A adoção de crianças por casais homossexuais também foi rejeitada por 55% dos ouvidos na região Sul.

Recentemente, estudo realizado no Rio Grande do Sul pelo Grupo Nuances, ONG que atua na luta pelos direitos dos homossexuais, revelou que cerca de 30% dos entrevistados já sofreram algum tipo de discriminação por causa da orientação sexual.

Os dados completos da pesquisa do IBOPE podem ser acessados no site.

Leia mais
Comente

Hot no Donna