Brasileiros têm mais chance de se dar bem na paquera online

Site de relacionamentos avaliou comportamento dos usuários

Jeito mais solto do brasileiro faz sucesso
Jeito mais solto do brasileiro faz sucesso Foto: Jefferson Botega

Pesquisa diz que os brasileiros são os mais abertos do mundo para conquistar pessoas e usam mais a internet como meio de conhecer alguém, aumentando assim a chance de sucesso na conquista. Você concorda? A afirmação é do site de relacionamentos ParPerfeito após avaliar perfis de usuários de todos os países da América Latina onde atua.

Uma das percepções foi que os brasileiros estão mais acostumados a usar sites de relacionamentos que os demais homens da América Latina. Tanto homens quanto mulheres do País tomam a iniciativa e quando estão interessados entram mesmo em contato, sem enrolação.

? É muito interessante perceber que até no relacionamento virtual as características de cada região estão muito presentes ? afirma Claudio Gandelman, presidente do ParPerfeito.

Esse comportamento é reflexo dos números de pessoas conectadas. O acesso à internet na América Latina cresceu 15% no ano passado chegando a 112 milhões, segundo um estudo da empresa de mensuração digital comScore.

Segundo a pesquisa, o Brasil é o maior mercado online da região, com 40,5 milhões de usuários, seguido de longe pelo México e pela Argentina, com 18 e 13 milhões de pessoas com acesso à rede, respectivamente.

Outra característica identificada pelo ParPerfeito é de que os chilenos são mais reservados e têm uma certa restrição em colocar suas fotos nos perfis.

? Percebemos que esse comportamento retrata a sociedade, que é mais fechada, fazendo com que as pessoas levem mais tempo conversando pela internet, antes de sair para um encontro pessoalmente ? diz Gandelman.

Na região, 60% dos usuários são homens e 40% mulheres. Esse dado confirma que é uma sociedade mais conservadora e que as mulheres são mais tímidas.

Já os mexicanos, apesar de figurarem em segundo lugar em acesso à internet da América Latina, são os mais conservadores quando o assunto é paquera virtual.

? As mexicanas nunca tomam iniciativa, nem mesmo no ambiente online, e acredito que a internet pode mudar essa característica ? conta o executivo.

Outra curiosidade é que, no México, os homens têm mais vontade de ter filhos no futuro do que as mulheres.

? Em nossa base de usuários, 50% dos homens dizem não ter dúvidas de que querem ter filhos, já as mulheres, 38% têm essa mesma vontade ? explica.

Ao contrário dos mexicanos, os argentinos já se mostram mais abertos e encaram os sites de relacionamento como mais uma opção de “local” para conhecer alguém. É possível perceber esse comportamento no uso de fotos em perfis. No país, 62% dos usuários possuem foto em sua página.

? Na Argentina as pessoas são mais parecidas com os brasileiros e acreditam que os sites de relacionamento são facilitadores para o início de uma relação amorosa. Lá, as mulheres são mais independentes e não têm nenhum problema em demonstrar seu interesse por um homem e dar o primeiro passo ? finaliza Gandelman.

Leia mais
Comente

Hot no Donna