Cantora e atriz de cinema, teatro e televisão, Marjorie Estiano vive uma intensa fase multimídia

Atriz fala sobre bom momento na carreira

Foto: Danilo Borges

Cinema, teatro, CD, shows.

? E novela, também – acrescenta Marjorie Estiano, recém-despida de sua querida Manuela, de A Vida da Gente, a elogiada trama da novelista Lícia Manzo. E completa: ? Folga? Nenhuma! Este mês, começo a gravar O Tempo e o Vento.

Muitos projetos, múltiplos talentos. Em teatro: uma nova temporada da peça Inverno da Luz Vermelha. Em CD: fase de pesquisa de repertório (este é o terceiro trabalho, com lançamento em 2013).

Tudo isso revelando uma grande versatilidade. No filme de época dirigido por Jaime Monjardim, baseado no épico de Erico Verissimo, ela vive a fase apaixonada de Bibiana Terra. Na peça dirigida por Monique Gardemberg, com texto do americano Adam Rapp, é a sensual prostituta Cristine. Nos shows, sobe ao palco uma carismática cantora pop-rock. Na próxima novela, a promessa é de um papel de peso sob a direção de Dennis Carvalho.

? Nunca pensei em fazer outra coisa. Comecei a estudar teatro e canto com 15 anos. Só tive uma fase em que queria ser veterinária, porque gostava muito de cachorro ? brinca.

Depois de passar meses, na novela, enfiada em casaquinhos de malha sobre comportados vestidos floridos, ela fala sobre vida real e sedução na edição deste mês da revista Playboy. Marjorie fez 30 anos em 8 de fevereiro. Diz que é tímida na cama, prefere uma sedução mais sutil e não tem perfil de pegação.

Na entrevista, ela também fala sobre seu corpo:

? Me sinto bem com tudo o que acho bonito e com tudo o que acho feio nele também.

Leia mais
Comente

Hot no Donna