Casa Branca deixa de defender a lei contra o casamento gay

Obama disse nesta quarta-feira que vai deixar de defender a constitucionalidade de uma lei que proíbe o reconhecimento do casamento entre pessoas do mesmo sexo

Atriz acha que as mulheres devem dar mais atenção aos maridos
Atriz acha que as mulheres devem dar mais atenção aos maridos Foto: Divulgação, Imagem Filme

Mudando de posição, o governo do presidente Barack Obama disse nesta quarta-feira que vai deixar de defender a constitucionalidade de uma lei que proíbe o reconhecimento do casamento entre pessoas do mesmo sexo. O secretário de Justiça Eric Holder disse que Obama chegou à conclusão de que o governo não pode defender a lei federal que define o casamento apenas como uma ligação entre um homem e uma mulher. 

Ele observou que o debate no Congresso sobre a passagem da Lei de Defesa do Casamento “contém muitas expressões que refletem desaprovação moral de gays e lésbicas e seus relacionamentos íntimos e familiares”.

Até agora, o Departamento de Justiça havia defendido a lei nos tribunais.

? Grande parte do panorama jurídico mudou nos 15 anos desde que o Congresso aprovou a lei ? disse Holder em um comunicado.

Holder escreveu ao presidente da Câmara, o republicano John Boehner, que, de acordo com Obama, a lei não não tem rigor suficiente para ser usado por tribunais, e que as cortes observam com suspeita leis sobre grupos minoritários e que sofreram uma história de discriminação.

Leia mais
Comente

Hot no Donna