Casamento é ótimo, mas também é uma luta diária, diz Thiago Lacerda sobre união com Vanessa Lóes

Ator interpretará o Capitão Rodrigo no longa O Tempo e o Vento

Thiago Lacerda está no ar como o médico Lúcio, de A Vida da Gente
Thiago Lacerda está no ar como o médico Lúcio, de A Vida da Gente Foto: Eliana Rodrigues

 Na pele do dedicado médico Lúcio, em A Vida da Gente, Thiago Lacerda aparece em cena quase da mesma forma como se comporta na vida real: discreto, centrado e alheio aos deslumbramentos e distrações de uma vida profissional bem-sucedida. Com apenas 33 anos ? e 17 de carreira ? o morenão de olhos verdes e sorriso franco ostenta, claro, o título de galã, conquistado com papéis como os de protagonista em Terra Nostra (1999) e Eterna Magia (2007).

Mesmo sendo declaradamente avesso aos holofotes da fama, Thiago é constantemente assediado pela imprensa e pelos paparazzi. Basta acessar os sites de celebridades para notar que a maior parte das notícias sobre ele é relacionada a passeios com a família e atividades cotidianas. Mesmo assim, o carioca de 1m95cm de altura tenta passar despercebido e levar uma vida reservada ao lado da mulher, a atriz Vanessa Lóes, 40 anos, e dos filhos Cora e Gael, de um e quatro anos, respectivamente.

? Não gosto de paparazzi me seguindo. Fico constrangido e me sinto invadido. Mas não os agrido e nem deixo de viver normalmente por causa deles. É uma situação ridícula e teatral: finjo não ver que eles estão me fotografando, eles fingem que se importam com o que estou fazendo, e as pessoas fingem que se interessam pela vida dos artistas. Chega a ser cômico ? desabafa Thiago, que, apesar da dedicação à paternidade, jura que nunca deixou a carreira em segundo plano por conta da rotina doméstica:

? Claro que a prioridade é a minha família, mas amo o que faço e não pretendo parar. Antes de aceitar qualquer papel, penso em como vai afetar minha família e quanto tempo disponível terei para ficar com eles.

Este típico paizão de nova safra jura que, mesmo sendo coruja, não se considera rígido demais:

? Cresci numa família conservadora e muito religiosa. É claro que meus filhos vão herdar um pouco da mesma educação que tive dos meus pais. Mas não sou um pai rigoroso ou severo. Quando é preciso dar uma palmadinha na mão, em casos de pirraça ou malcriação, eu dou. Sou totalmente contra espancar ou humilhar os filhos, mas acho que uma palmadinha na mão não traumatiza ninguém. Eu mesmo levei muita palmada quando era criança.

Casado há quatro anos (com mais seis anos de namoro), Thiago divide um pouco de sua opinião sobre a vida conjugal e sobre as dores e delícias inerentes ao ato de viver junto.

? Casamento é ótimo, mas também é uma luta diária. É um exercício de cumplicidade, paciência, comprometimento, respeito ao espaço do outro. Eu e a Vanessa conquistamos e construímos muitas coisas juntos. Ela é maravilhosa, é uma grande mulher ? derrete-se o galã, que costuma pedir a opinião dela em seus projetos:

? Às vezes, ela me apoia. Outras, não. Mas a gente conversa e debate muito. O importante é haver diálogo.

Quase um Tarcísio

Após encarnar o bem-sucedido Garibaldi na minissérie da Globo A Casa das Sete Mulheres, em 2003, é a vez de Thiago Lacerda viver o mítico Capitão Rodrigo no cinema. Em março, começam as filmagens do longa-metragem O Tempo e o Vento, de Jayme Monjardim. O filme será adaptação da obra homônima de Erico Verissimo.

? Eu gosto muito dos personagens épicos porque adoro história, biografias ? diz o galã, que também já foi Calígula e Jesus Cristo.

Sobre o convite de Monjardim, Thiago é taxativo:

? Ele me convidou há anos, logo que comprou os direitos. É irrecusável, e desde então eu me preparo pensando que chegará a hora de filmar. E está chegando, começamos em março.

O papel, que já foi de Tarcísio Meira na minissérie global dos anos 1980, empolga o galã:

? Eu fazia novela com o Tarcísio (Páginas da Vida, em 2006), a gente era pai e filho. Ele foi ótimo, contou curiosidades. E eu pedi ao Jayme para fazer uma homenagem. O Tarcísio me contou que o Capitão tocava violão e que ele era frustrado por não saber tocar. Daí, pedi para tocar em cena, estou estudando violão para isso.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna