Casamento real reúne convidados de diversas estirpes

União do Príncipe William com Kate Middleton terá políticos, líderes religiosos, celebridades e amigos do casal

O astro de futebol David Beckham estará presente, junto de sua esposa Victoria. Elton John e seu companheiro David Furnish vão assistir também. E o venerável Bogoda Seelawimala estará lá, e é um dos poucos convidados do evento, aliás, que acompanhará o casamento do ano vestindo a túnica laranja do budismo.

A lista de convidados para a união do Príncipe William e Kate Middleton, no dia 29 de abril, está sendo mantida em segredo, mas alguns detalhes já vazaram, com alguns dizendo que vão assisti-la e o jornal “The Mail on Sunday” afirmando que detém a lista oficial. O palácio não confirmou a versão do periódico.

Verdade ou não, só ficará claro no dia do casamento como o casal real equilibrou as demandas protocolares de convidar estadistas, diplomatas, líderes religiosos, políticos e outras figuras similares ao mesmo tempo em que enviou convites às pessoas que realmente mercem e querem assistir ao evento, especialmente os amigos que acompanharam o início do romance, quando ambos se conheceram, na Universidade de St. Andrews, na Escócia.

Kate Reardon, editora da revista de celebridades “Tatler”, disse que muitos ícones da sociedade britânica se comportaram como se não lhes importasse receber o convite, ao mesmo tempo em que, secretamente, verificavam suas caixas de correio todos os dias para ver se o cobiçado envelope havia chegado. “Todo o mundo está à espera”, disse.

A lista divulgada pelo “The Mail on Sunday” descreve uma mistura eclética ? desde amigos muito ricos do Príncipe Charles até um estimado bartender, assim como um instrutor de ioga da ilha caribenha Mustique, destino queridinho da realeza.

William e Kate mostraram sua face moderna ao convidar inúmeros amigos próximos, incluindo antigos relacionamentos, afirma o jornal. O casamento é, sobretudo, um evento de Estado, o que de alguma forma limita os protocolos aplicados à lista de convidados. As obrigações reais ditam, inclusive, que um montante de nada menos do que 1.900 assentos sejam para convidados do mundo político, não amigos do casal.

Além disso, os pombinhos teriam convidado muitas pessoas de organizações filantrópicas com as quais trabalham, e Kate usou de sua influência para convidar o açogueiro, o dono da mercearia e o hospedeiro de sua cidade natal, Bucklebury.

Alguns, como importantes personalidades religiosas, foram convidados pela magnitude do evento, mesmo que não possuam amigos na família real. Seelawimala, por exemplo, nunca conheceu o casal. O sacerdote maior do Templo Budista de Londres foi convidado principalmente para mostrar o respeito da família real e do governo britânico à tradição budista.

Leia mais
Comente

Hot no Donna