Chinelo decorado é mania entre as mulheres no Litoral Norte

Par custa R$10 na areia

Dutra não vende mais redes. Agora, aposta nos chinelinhos cearenses
Dutra não vende mais redes. Agora, aposta nos chinelinhos cearenses Foto: Diego Vara

A cozinheira Maria do Carmo Martins já tinha um par, mas não resistiu. Comprou mais um. Sua patroa também já tem três. São os chinelinhos coloridos de borracha. Mais um dos tantos artigos vendidos nas areias do Litoral Norte. Além de cores alegres, eles tem nas tiras sempre um enfeite de plástico.

Pode ser um borboleta, flor ou mesmo um laço do mesmo material do chinelo. O vendedor Matheus Dutra Dantas, 23 anos, confirma o sucesso dessa moda. Em fins de semana de movimen to, ele vende até 50 pares. Em dias de semana, são cerca de 20.

Ele veio de Fortaleza, no Ceará, para trabalhar no Rio Grande do Sul. Faz isso sempre na temporada de veraneio há cinco anos. Antes, vendia rendes. Agora, rendeu-se a moda dos chinelos cearenses. Numa mala, com cerca de 200 pares, em cima do carrinho que arrasta pela areia, ele aponta os mais vendidos:

?São esses do lacinho. As mulheres gostam mais. Acho que é por causa da cor também?destaca, mostrando que as cores rosa, azul, vermelho e preto com bolinhas brancas.

Maria do Carmo ficou com o vermelho mesmo. Achou meio grande, mas, como não tinha número menor, ficou com esse mesmo.

?Ah, ele é diferente, bonitinho. É ainda macio e gostoso de usar.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna