Cinco estratégias ajudam a melhorar a memória

Noites bem dormidas e alimentação saudável são importantes para a mente

Estudo comprovou que exercícios físicos são essenciais para evitar o esquecimento
Estudo comprovou que exercícios físicos são essenciais para evitar o esquecimento

Quem nunca teve um branco na memória? Para evitar que ele aconteça seguidamente é preciso tomar algumas atitudes. O programa Cérebro Melhor, referência na área de treinamento cerebral por meio de jogos online, tem dicas práticas para fortalecer a memória.

Abaixo, estão cinco estratégias baseadas em pesquisas científicas.

1) Sono: o sono foi identificado por cientistas como o estado em que nossos corpos otimizam e consolidam novas informações adquiridas e as armazenam como memória. Um novo estudo na Nature Reviews Neuroscience fornece mais evidência de que um sono adequado é um ingrediente chave na melhora da memória.

2) Alimentação: é sabido que uma alimentação ruim afetará negativamente sua memória. Existem fortes evidências científicas que uma dieta rica em Omega-3, vitamina B e antioxidantes é importante para a saúde do cérebro.

3) Relaxamento: desestressar e meditar são também maneiras cientificamente aceitas de melhorar sua memória. Num estudo muito divulgado sobre meditação, uma forte argumentação foi feita de que a prática diária da meditação engrossa as partes do córtex cerebral responsáveis pela tomada de decisão, atenção e memória.

4) Exercícios físicos: um estudo recente da Universidade da Pennsylvania sobre exercícios e memória descobriu que pessoas que praticavam rotineiramente exercícios com atenção mostraram melhorias mensuráveis em “desempenho cerebral”. Um dos autores do estudo relatou que “Memória de trabalho é uma característica importante do desempenho cerebral. Não apenas protege contra distração e reações emocionais, mas também oferece um espaço mental para garantir decisões e planos de ação rápidos e raciocinados. Desenvolver desempenho cerebral por meio de um treinamento com atenção pode ajudar qualquer um que precise manter um desempenho de ponta face a circunstâncias extremamente estressantes.”

5) Estímulo cognitivo: finalmente, não é nenhum segredo que participar regularmente de treinamento cerebral ajuda a melhorar a memória. Num estudo publicado pelo médico Bernard Croisile sobre os jogos do programa Cérebro Melhor, os resultados dos usuários foram analisados após completarem 500 exercícios ao longo de 18 semanas. Na média, esses usuários melhoraram sua memória em 13,9%, com aprimoramento geral de 15,6% nas habilidades cognitivas.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna