Conar libera propaganda de lingerie com Gisele Bündchen

Para o governo federal a peça deveria ser tirada da televisão por desrespeitar a condição feminina

Campanha "ensina" a usar a sensualidade para se livrar de problemas
Campanha "ensina" a usar a sensualidade para se livrar de problemas Foto: Divulgação

O Conselho de Ética do Conar (Conselho Nacional de Autorregulamentação Publicitária) recomendou, nesta quinta-feira, o arquivamento do processo de suspensão do comercial da Hope, estrelado por Gisele Bündchen. A peça publicitária, que trazia a modelo “dando dicas” para as mulheres brasileiras, foi alvo de críticas do governo federal por supostamente desrespeitar a condição feminina. Com a decisão, o comercial está liberado para ser exibido.

Os membros do Conselho presentes na sessão de julgamento, realizada na sede do Conar, em São Paulo, acompanharam o voto do relator, que considerou que os estereótipos presentes na campanha são comuns à sociedade e facilmente identificados por ela, não desmerecendo a condição feminina. As denúncias recebidas pelo Conar partiram da Secretaria de Políticas para as Mulheres, chefiada pela ministra Iriny Lopes, que acionou o conselho para pedir a suspensão da propaganda, por considerá-la ofensiva.

Na peça publicitária, Gisele aparece usando roupas normais para falar, por exemplo, que bateu o carro. A estratégia é classificada como “errada” e em seguida a forma “correta” é mostrada: a modelo repete a notícia, usando apenas lingerie. “Você é brasileira, use seu charme”, conclui a peça publicitária.

Para o governo federal, “a propaganda promove o reforço do estereótipo equivocado da mulher como objeto sexual de seu marido e ignora os grande avanços que temos alcançado para desconstruir práticas e pensamentos sexistas”. A assessoria da Hope negou que houvesse qualquer intenção “sexista” na campanha. Em nota, a empresa disse que “o objetivo da campanha era mostrar, de forma bem humorada, a sensualidade da mulher brasileira, reconhecida mundialmente”. Ainda cabe recurso da decisão.

Leia mais
Comente

Hot no Donna