Confira a trajetória de Patrícia Poeta sob o olhar do fã Luis Fernando Verissimo

Escritor sempre deixou pública sua admiração pela apresentadora

Patrícia Poeta é a musa do escritor gaúcho Verissimo
Patrícia Poeta é a musa do escritor gaúcho Verissimo Foto: Divulgação, TV Globo

Foi amor à primeira vista: ela na tela, ele na poltrona. Interesse puramente estético, explica o fã mais famoso de Patrícia Poeta, o escritor Luis Fernando Verissimo. Ele se derreteu enquanto ela previa ondas de calor como a garota do tempo do Jornal Nacional, alardeou a existência da AAPP, a Associação dos Adoradores da Patrícia Poeta, citou o nome dela repetidas vezes em suas colunas e seguiu como um admirador constante até agora, quando a musa volta ao JN, desta vez ocupando a bancada.

Confira a trajetória da jornalista gaúcha sob o olhar embevecido e bem-humorado de Verissimo:

A polêmica dos cabelos presos
“Hoje ela está de cabelo preso. Acho que prefiro solto. 47 graus em Porto Alegre, veja você. Ela será baixa ou alta? Nunca se vê o corpo todo. Máxima de 55 no Rio. Máxima é ela. Ou será mínima? Se for baixinha, é uma grande baixinha. (…) Neve no Ceará, furacão no centro-norte, e o que foi mesmo que ela disse sobre o Amazonas correr ao contrário e inundar o Peru? Quem se importa com o tempo hoje, quando é a Patrícia que apresenta? Mas ainda prefiro os cabelos soltos.” 
Donna, 4 de fevereiro de 2001

Declaração de amor
“Compará-la a um dia de verão? Já foi feito. Primavera? Outono? Luar? Pôr do sol? Arco-íris? E se ela responder? Meu Deus, se ela pedir uma fotografia? Mando aquela minha de cadete, na praça. Como ela vai saber que é de 1954? É só fazer uns retoques, tapar a minha prima Neide de vestido saco e o Studebaker, como ela vai saber?”
Donna, 25 de fevereiro de 2001

AAPP
“Eu fico aqui de brincadeira, mas descobri que existe uma AAPP, ou Associação dos Adoradores da Patrícia Poeta, que já deve ter até escudo e hino. E que, segundo Athos Ortiz, um dos seus fundadores, estão todos aflitos com a constatação de que ela usa alguma coisa na mão esquerda que pode muito bem ser uma aliança, o que deve ser investigado. Como meu interesse no assunto é puramente estético e, digamos, avuncular, não compartilho da agonia _ mas assino o requerimento.”
Donna, 28 de março de 2001

Dos pés à cabeça
“Para não dizer que só há notícias ruins: com a reformulação do jornal Hoje, da TV Globo, a Patrícia Poeta está aparecendo de corpo inteiro!”
Página 3, 19 de julho de 2001

Casamento
“O mau tempo vem da Argentina, como não cansa de nos mostrar a Patrícia Poeta. Parênteses: recebi uma mensagem do Fernando Pacheco Jordão estranhando meu silêncio a respeito do recente casamento da moça do tempo hoje.”
Página 3, 4 de agosto de 2001

De NY ao “Fantástico”
“Eu gostava de ver a Patrícia dando a previsão do tempo. Era uma figura bonita, uma beleza bem brasileira. Escrevi a respeito e descobri que existia quase uma seita de adoradores da Patrícia. Ela nos abandonou e as frentes frias e áreas de pressão nunca mais foram as mesmas. Mas agora ela voltou, ainda mais bonita. A veremos todos os domingos. A previsão é de sol o tempo todo.”
TV+Show, 6 de janeiro de 2008

Diariamente no “JN”
“Que bom! Agora teremos poesia todos os dias.”
Por e-mail, 4 de dezembro de 2011

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna