Confira dicas valiosas para pôr em prática no momento da conquista

Conversas casuais devem ser transformadas em encontros memoráveis
Conversas casuais devem ser transformadas em encontros memoráveis Foto: Divulgação

Beleza, inteligência e simpatia nem sempre são suficientes para conquistar uma pessoa interessante. É a tese defendida em Sorte no Amor – 52 Estratégias Infalíveis de Azaração, último livro da americana Susan Rabin, autora também de 101 Segredos da Paquera e Como Conquistar Qualquer Um, a Qualquer Hora, em Qualquer Lugar.

Presidente da Dynamic Communications Inc., uma empresa de consultoria sobre relações amorosas, Susan também é diretora da School of Flirting, uma espécie de escola da paquera. Mas se todos os atributos positivos que o senso comum aponta como indispensáveis não são propriamente uma garantia de sucesso, o que, afinal de contas, é capaz de atrair alguém?

– O segredo é aproveitar qualquer oportunidade para transformar uma conversa casual em um encontro memorável – defende Susan, uma professora da arte de flertar há 25 anos, que é inclusive paga por alunos de outros países.

Confira aqui algumas das valiosas dicas da expert em paquera:


Sete passos para a conquista

1. A paquera é como um jogo de xadrez. É preciso racionalizar a situação e atingir o alvo. Assim, nada de atitudes passionais. Tudo o que é dito ou feito diante de uma pessoa especial deve ser pensado e treinado. Apesar disso, não se pode perder a espontaneidade e tentar ser uma pessoa que não é.

2. Paquerar é uma questão de prática. Portanto, é fundamental sair da toca e conhecer lugares novos.

3. É uma boa abrir-se para os encontros “arranjados pelos amigos”, desde que eles lhe conheçam muito bem.

4. Não seja exigente demais no primeiro encontro e dê sempre uma segunda chance para conhecer o outro. Afinal, se de um encontro não sair um amor para a vida inteira, no mínimo você pode ganhar um amigo, uma companhia eventual, um contato profissional ou até mesmo ajudar outro amigo solitário.

5. Supere a timidez e aprenda a conviver com a possibilidade dos foras e de momentos constrangedores. Ninguém está livre deles.

6. Se a tentativa não der certo, é bom ser gentil ao dispensar a pessoa. E, se alguém não retribuir a cantada, nada de se criticar ou se sentir o pior dos seres. Muitos perdem a fala diante da pessoa desejada, o que pode ser confundido com rejeição. Mas se o outro não tiver mesmo despertado para seus encantos, é preciso calma. Pode ser um problema com a outra pessoa e não ter nada a ver com você.

7. E o conselho mais precioso: uma paquera pode começar em qualquer lugar, seja em uma superfesta ou na fila de banco. Basta estar aberto à experiência.
– Paquerar é uma perseguição divertida, totalmente sem intenção séria – defende a autora.

A obra
Sorte no Amor – 52 Estratégias Infalíveis de Azaração
::: Autor: Susan Rabin
::: Editora: Best Seller
::: Páginas: 294
::: Preço: R$ 19,90, em média

Leia mais
Comente

Hot no Donna