Conheça os principais cuidados na hora de oferecer lanches às crianças durante passeios

Falta de cuidado no preparo ou na correta armazenagem podem causar problemas

Alimentos que não necessitam de refrigeração e podem ser armazenados em temperatura ambiente devem ser priorizados
Alimentos que não necessitam de refrigeração e podem ser armazenados em temperatura ambiente devem ser priorizados Foto: Ronaldo Bernardi

Pais e professores devem estar atentos para alguns cuidados a serem tomados durante passeios escolares e familiares promovidos em comemoração ao Dia da Criança. O alerta é da Vigilância Sanitária da Secretaria de Saúde do Distrito Federal e trata, sobretudo, do preparo e da conservação dos alimentos.

Em outubro do ano passado, o Distrito Federal registrou um surto alimentar que atingiu cerca de 80 pessoas – na maioria, crianças que participavam de um passeio escolar e que ingeriram alimentos contaminados.

Os responsáveis pelo preparo da refeição devem dar preferência a alimentos não perecíveis, que não necessitam de refrigeração e podem ser armazenados em temperatura ambiente, como sucos industrializados e biscoitos.

No momento do preparo, é preciso lavar bem frutas e vegetais com água potável, especialmente se forem consumidos crus. Também é importante higienizar as mãos antes e durante o preparo e lavar todos os equipamentos utilizados. Alimentos cozidos não devem permanecer em temperatura ambiente por mais de duas horas.

De acordo com a secretaria, os principais fatores que contribuem para a intoxicação alimentar são: falhas na higienização das mãos na hora de comer ou de servir alimentos, compartilhar copos para beber água ou outros líquidos e o consumir alimentos muito úmidos, sem condições adequadas de conservação – refrigerados ou aquecidos acima de 60ºC.

Também é preciso proteger os alimentos da poeira, do vento e do calor. Não é recomendado consumir alimentos mal cozidos nem misturar alimentos crus com cozidos na hora do preparo ou conservação.

Leia mais
Comente

Hot no Donna