Conheça os segredos da culinária japonesa que devem fazer parte da sua dieta

Livro conta o segredo das orientais

Os sete pilares da dieta oriental são: peixes, legumes, arroz, soja, macarrão, chá e frutas
Os sete pilares da dieta oriental são: peixes, legumes, arroz, soja, macarrão, chá e frutas Foto: Stock Photos, Divulgação

Enquanto, no Brasil, 49% da população sofre com excesso de peso, no Japão o índice não chega a 5%. Mulheres obesas? Elas são apenas 3%. É flagrante que hábitos alimentares bem diferentes estão por trás desses números.

No livro Mulheres japonesas não engordam nem envelhecem, Naomi Moriayma revela quais os sete pilares da culinária japonesa: peixes, legumes, arroz, soja, macarrão, chá e frutas. Ou seja, os orientais costumam seguir uma dieta rica em fibras e com baixo teor de gordura.

Não é novidade que frutas, verduras e grãos integrais devem fazer parte da nossa dieta diária, mas muitos brasileiros ainda abrem mais espaço no prato para alimentos doces e gordurosos. Chocolate, farinha de trigo e carne vermelha, muito comuns na mesa dos brasileiros, ainda são itens raros no cotidiano dos japoneses.

Naomi conta, no livro, que os japoneses comem porções bem menores, servidas em louça pequena. O segredo é comer várias vezes ao dia, em pequenas quantidades.

A culinária japonesa é super rápida e ultra suave. A autora explica que, em vez de torrar e assar, as japonesas cozinham a vapor, grelham, refogam, cozinham em fogo baixo ou fritam rapidamente em fogo alto.

Outro hábito: os japoneses comem arroz em vez de pão nas refeições. As mulheres japonesas são loucas por sobremesa. A diferença, escreve Naomi, é que elas comem sobremesas com menor frequência e em porções menores.

Ao adotar uma alimentação saudável, os japoneses não só evitam a obesidade como vivem muito mais. O Japão tem a maior expectativa de vida do planeta: elas, 84,49 anos e, eles, 77,53. No Brasil, a esperança de vida ao nascer dos homens é de 68,5 anos contra 76,1 anos das mulheres, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Cardápio saudável

:: Peixes

Ricos em proteínas de alto valor biológico, além de fontes de vitamina A, B1, D e E, e também cálcio, sódio e zinco. Possuem gordura insaturada, um tipo de gordura boa para o organismo, pois contém ácidos graxos Ômega-3 e 6, substâncias que previnem o desenvolvimento de doenças.

:: Algas

Contêm vitamina C, que é importante para potencializar o sistema imunológico.

:: Gengibre

Utilizado para tempero, age como antibiótico, antiinflamatório e possui forte atividade antioxidante, que combate o envelhecimento das células.

:: Soja

Reduz o colesterol ruim (LDL) no sangue, evitando o acúmulo de placas de gordura nas artérias, e auxilia a redução dos sintomas da menopausa, em função de seu ótimo nível de isoflavonas.

:: Cogumelos

Eles têm ácidos glutâmicos, que auxiliam o sistema imunológico.

Pratos mais famosos

:: Sushi

É a combinação do arroz avinagrado coberto ou misturado com ingredientes frescos, geralmente peixe ou outro fruto do mar. Existem vários tipos e combinações.

:: Sashimi

Fatias de peixe cru, como atum, salmão, robalo, linguado. Deve-se mergulhar o sashimi no molho shoyu com wasabi antes de consumir.

:: Tempurá

Verduras, legumes e frutos do mar envolvidos em uma massa e fritos para ficar crocante.

:: Missoshiru

Sopa de soja que é preparada misturando missô (massa feita com grãos de soja e água fervente) com algas, legumes, tofu. A maioria dos japoneses toma essa sopa diariamente.

Fonte: Mulheres japonesas não engordam nem envelhecem (Editora Rocco, R$ 34)

Leia mais
Comente

Hot no Donna