Contaminação com HIV suspende produção de filmes pornôs nos Estados Unidos

Decisão foi tomada após duas produtoras descobrirem que um de seus atores foi infectado

Cérebro dos homens tende a pensar 2,5 mais vezes em sexo do que o das mulheres
Cérebro dos homens tende a pensar 2,5 mais vezes em sexo do que o das mulheres Foto: Stock Photos, Divulgação

Compartilhar

Duas produtoras de filmes pornográficos da Califórnia suspenderam suas gravações após descobrir que um de seus atores foi infectado pelo vírus HIV, informou o Los Angeles Times na sua edição desta quarta-feira, dia 13.

A Vivid Entertainment e a Wicked Pictures, duas empresas que ficam na periferia de Los Angeles, tomaram a decisão por precaução após receberem a confirmação de que o ator, ou atriz, cuja identidade não foi revelada, estava com Aids.

? Nós aplicamos o princípio de precaução e continuaremos a acompanhar a situação ? declarou o criador da Vivid, Steven Hirsch, ao jornal. ? Vamos esperar ter todos os dados antes de retomar a produção ? acrescentou.

Uma clínica especializada em acompanhamento médico de atores pornográficos informou que está fazendo testes nos atores que podem ter sido infectados pelo colega soropositivo.

? Colocamos em quarentena e examinamos todos os parceiros do ator ? informou ao LA Times Jennifer Miller da fundação Adult Industry Medical Healthcare.

Michael Weinstein, presidente da Fundação Aids Healthcare que é favorável ao uso obrigatório de preservativos em filmes pornográficos, questionou quantas outras pessoas precisam ser infectadas antes que o condado de Los Angeles tome a decisão de fazer seu trabalho de proteger os atores e a saúde pública.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna