Crianças devem visitar oftalmologista pela primeira vez até os dois anos, alerta especialista

Cerca de 30% da garotada em idade escolar apresenta algum problema na vista

As pequenas Brennda e Maria Eduarda Rufino (D), que vão desfilar na escola Imperatriz Dona Leopoldina no Porto Seco, neste sábado, em Porto Alegre
As pequenas Brennda e Maria Eduarda Rufino (D), que vão desfilar na escola Imperatriz Dona Leopoldina no Porto Seco, neste sábado, em Porto Alegre Foto: Diego Vara

Se os olhos de uma criança não enxergam bem, a infância perde cores e contornos importantes. A deficiência ofusca o aprendizado e o desenvolvimento dos pequenos, já que eles costumam não conseguir identificar ou relatar o mau funcionamento da visão.

Dados do Ministério da Saúde revelam que 30% da garotada em idade escolar apresenta algum problema na vista. A Organização Mundial da Saúde (OMS) estima que existam 400 mil crianças cegas no mundo, 94% delas em países em desenvolvimento. A Sociedade Brasileira de Oftalmologia Pediátrica calcula a existência de 180 crianças cegas e 720 com baixa visão para cada milhão de brasileiros. As duas principais causas de cegueira evitável no Brasil são a catarata e a falta de óculos. Oito em cada 10 casos de perda de visão poderiam ser evitados se detectados precocemente.

A recomendação, quase nunca levada a sério, é que a primeira consulta oftalmológica ocorra, no máximo, até o segundo ano de vida. O oftalmologista Celso Boianovisky explica que supostos atrasos de evolução motora podem, na verdade, ser provocados por deficiência visual, na maior parte com ótimas chances de tratamento. Cerca de 90% do desenvolvimento da visão ocorre até os dois anos. Por isso, todas as crianças devem ser submetidas a exames de acuidade visual.

? Qualquer alteração ocular não corrigida na infância acarreta prejuízos para o resto da vida, pois limita as perspectivas escolares, culturais e profissionais ? pontua o médico.

A ambliopia e os vícios de refração ? miopia, hipermetropia e astigmatismo ? são os problemas mais comuns entre os pequenos. Também conhecida como visão preguiçosa, a ambliopia pode levar à cegueira. Ela ocorre quando há privação da boa qualidade de imagem em um dos olhos. O cérebro, então, elege o olho saudável, e o desenvolvimento neurológico acaba desequilibrado.

:: Sinais de alerta

– Notas inexplicavelmente baixas

– Sentar-se muito perto da televisão

– Distração constante

– Franzir a testa para ler ou visualizar objetos

– Dores de cabeça persistentes

– Olhos lacrimejantes

:: Prevenir para não remediar

– No recém-nascido, o teste do olhinho pode indicar patologias graves, como o retinoblastoma, as lesões de toxoplasmose e a catarata

– A partir do primeiro ano de vida, o ideal é ter consultas anuais

– Para as crianças, remedia-se as alterações de grau com óculos

– Aos jovens, é possível receitar lentes

– Na idade adulta, há chances de corrigir definitivamente os danos com cirurgias

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna