Dia dos Namorados pode ser oportunidade para casal organizar orçamento

Primeiro passo para que o assunto seja bem resolvido entre os parceiros é ter uma comunicação aberta sobre dinheiro

Gastos com viagens, por exemplo, devem ser programados, já que implicam grandes despesas
Gastos com viagens, por exemplo, devem ser programados, já que implicam grandes despesas Foto: Juliana Bublitz

O Dia dos Namorados pode ser um bom momento para que os casais avaliem alguns aspectos do relacionamento ligados às finanças. Segundo dicas do site Finanças Práticas, o primeiro passo para que o assunto seja bem resolvido entre os parceiros é ter uma comunicação aberta sobre dinheiro, pois, às vezes, o tema vira tabu, o que pode atrapalhar bastante.

>> Que presente te surpreenderia mais neste Dia dos Namorados? Participe da enquete

A dica é que os dois procurem entender que uma relação requer gastos para satisfazer necessidades e gostos do casal, porém, isso não significa que não possa existir um planejamento financeiro. Contudo, manter uma economia estável exige um esforço “conjunto” e, especialmente, a organização e determinação de prioridades dos dois. A chave é a comunicação, o compartilhamento dos planos e busca por um equilíbrio entre o que cada um quer e pode pagar.

Confira outras dicas do site para não estourar o orçamento sem deixar de viver bons momentos juntos:

:: Passeios
Sair com o seu parceiro e levá-lo em algum lugar para almoçar, jantar ou dançar, por exemplo, envolve despesa com transporte, estacionamento, ingressos em locais ou espetáculos, despesas com alimentação, além de eventuais lembranças. A recomendação aqui é que você detalhe muito bem cada um desses gastos, que certamente serão repetidos semanalmente ou mês após mês, e podem se tornar mais representativos em seu orçamento quando se está em um relacionamento.

:: Jantares
Se estão gastando muito com jantares em restaurantes, aproveitem promoções em sites de compras coletivas ou reconsiderem o número de vezes que irão jantar fora por mês — combinando alguns jantares em casa, à luz de velas, por exemplo.
Outra dica é sempre ficar atento se o local, por exemplo restaurante, se encaixa em seu orçamento. Sempre que possível, considere alternativas e opções menos onerosas, como visitas a museus, bibliotecas, jardins e passeios ao ar livre. Se o passeio for durante o dia, outra forma de economizar é levar água e sanduíches para um piquenique.

:: Presentes e comemorações
A troca de presentes entre o casal em datas especiais não é um gasto fixo, já que só costuma ocorrer duas ou três vezes por ano. Avalie também se você deverá considerar no orçamento anual presentes para os familiares de seu parceiro em datas como aniversários e Natal.

:: Viagens
As viagens nas férias ou fins de semana podem tornar-se significativas para o orçamento do casal, por isso, é importante definir claramente as datas nas quais será possível fazer esse tipo de gasto, já que implica em transporte, hoteis, comidas e muitas outras despesas.

:: Gastos diários
Os gastos diários da relação podem tornar-se o fantasma financeiro que não se vê, mas que assusta todo final de mês. Considerá-los, por menores que sejam, é o que ajudará a ter melhor controle do orçamento.

:: Futuro
Se vocês estão pensando em casar ou viver juntos, podem considerar como ferramenta para viabilizar esse sonho um fundo de poupança, uma conta conjunta ou até um financiamento.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna