Do Twitter para a fama ? e o dinheiro

Rede de microblogs cria uma série de celebridades, ainda que com menos apelo do que o obtido em mídias tradicionais

A publicitária Tessália Serighelli foi parar no BBB graças à sua fama no Twitter
A publicitária Tessália Serighelli foi parar no BBB graças à sua fama no Twitter Foto: Andréa Graiz

Foi-se o tempo em que, para fazer sucesso massivo, era necessário brigar por espaço na televisão. Hoje, cair na boca do povo nem sequer exige que a pessoa exiba a cara, o corpo e tudo o mais. Com a explosão das redes sociais e, principalmente, do Twitter, é possível conquistar uma audiência cativa no mundo virtual e virar alvo do mercado publicitário. Blogueiros, tuiteiros e celebridades do mundo on-line (não os famosos do mundo real, que levam para as redes sociais o destaque obtido em mídias tradicionais ou em suas atividades profissionais e, naturalmente, faturam com o microblog) estão aprendendo a fórmula dessa nova tendência e ganhando muito dinheiro com ela. Muitas vezes, com a ajuda do bom humor.

Que o digam as criadoras do perfil @Pedreiro Online. As amigas Joyce Lafete e Bianca Muller inventaram o personagem em setembro do ano passado, para dar continuidade a uma brincadeira que já faziam em suas contas pessoais. Criando cantadas exóticas, em média, 10 vezes ao dia, a dupla agrupou cerca de 113 mil seguidores até agora e já começou a fazer parcerias com empresas interessadas no marketing de nicho. “Nós criamos o Pedreiro sem pretensão alguma, nunca achamos que ele ia chegar a esse alcance”, conta Joyce.

A tuiteira trabalha como analista administrativa em uma empresa de biotecnologia e cuida do desempenho do Pedreiro Online nas horas vagas. “Por enquanto, está dando para conciliar, mas a proporção está cada vez maior. Estamos abrindo uma empresa e já pedimos o registro da marca no Inpi (Instituto Nacional da Propriedade Industrial)”, diz. Joyce explica que o segredo do Pedreiro está na criatividade dos tuítes ? que vão desde coisas toscas como “me chama de porre com vinho barato e diz que eu me tornei inesquecível” até argumentos mais, digamos, elaborados, “me chama de raio e gama em mim”.

O Pedreiro Online faz sucesso com suas cantadas “toscas” criadas por duas amigas: o bom humor dá retorno

Outra estratégia da dupla de empresárias virtuais foi investir na caracterização do personagem. O Pedreiro Online começa todos os tuítes com “gata” e os termina com o “sua linda”. Tudo em caixa alta para, segundo, Joyce, dar uma personalidade ao rapaz. “Acho que o Pedreiro ganhou muitos fãs porque é criativo, todas as cantadas são inventadas por nós”, ressalta Joyce. Sua parceria de negócio, Bianca Muller, já trabalha exclusivamente com o mundo on-line, é uma das colaboradoras do blog www.aimorridesungabranca.com.

A inovação da dupla já garantiu contratos com diversas empresas, até mesmo grande companhias. E as “pedreiras” não são as únicas que estão na mira dos publicitários. Outro tuiteiro famoso que caiu nas graças dessa moda foi o @OCriador, conta que existe desde 2008. Na página, um Deus bem-humorado comenta fatos do cotidiano da internet. “Eu passo o dia programando esta lua cheia e vocês gastam a noite inteira olhando para a tela do computador…”, escreveu ele em 19 de março, quando o satélite natural da Terra parecia maior e o assunto, obviamente, entrou para o Trending Topics do site.

O dia a dia da rede de computadores ? com suas fofocas e conteúdos de relevância ? também foi a inspiração para a ex-Big Brother Tessália Serighelli. A publicitária, inclusive, foi parar no programa global graças à sua fama no Twitter, em uma época em que o microblog ainda engatinhava no Brasil. Tessália tinha cerca de 80 mil seguidores em 2009 e, embora usasse scripts (artifício para adicionar seguidores automaticamente), já fazia tuítes patrocinados por empresas. “Funciona mais ou menos como um anúncio de jornal, as agências me procuram e eu tuíto. É claro que há um critério, têm que ser coisas que tenham a ver comigo e com o perfil, não vou escrever sobre panelas”, exemplifica a ex-BBB.

Transparência

Tessália, no entanto, não deixa claro aos seguidores quando o tuíte se trata de uma propaganda. O mesmo ocorre com o Pedreiro Online, que vende posts, inclusive, para empresas patrocinadoras do concurso semanal “Linda do dia”. Já OCriador escreve “(publi)” sempre que há uma empresa por trás da mensagem. “Ainda não há nada que regule essa prática, algumas pessoas avisam aos fãs, outras não. Mas essa já é uma polêmica na web”, afirma o publicitário Leandro Kenski, presidente da agência Media Factory.

A aposta é que o debate sobre o assunto ganhe cada vez mais destaque, até porque os tuiteiros estão faturando bastante com seu trabalho na web. “Eu já vi gente pagando até US$ 5 mil por um tuíte”, conta Kenski. O comediante Rafinha Bastos contou a um jornal norte-americano já ter cobrado pouco menos que isso, US$ 4 mil, por um post em seu perfil no microblog. Bastos acumula prestígio por causa da fama que ganhou fora do mundo virtual, como ator e apresentador do programa de televisão CQC. Em um caso como esse, ele poderia estar fazendo, por exemplo, um comercial qualquer em outra mídia. O mercado, no entanto, também está de olho nos “anônimos”.

“O Twitter é uma ferramenta de marketing direto e relacionamento, algo que as empresas procuram”, define o publicitário Conrado Adolpho, da agência Publiweb. O tuiteiro ideal pode ser um famoso que tem muitos seguidores na rede ou um profissional que mantém um grupo específico de seguidores. Os que têm feito ainda mais sucesso, contudo, são os humoristas virtuais, tais como o Pedreiro e OCriador, por exemplo. “Eles começam como algo non sense e acabam virando hits. Essas coisas são as que mais têm apelo na internet”, diz Adolpho.

Grande e poderosa imprensa

Uma pesquisa divulgada ontem pelo HP Labs contraria a ideia de que as mídias alternativas estariam roubando espaço da grande imprensa. Segundo o estudo, cerca de 31% dos Trending Topics são retuitados e 72% desses retuítes vêm de grandes veículos. Para os especialistas do HP Labs, os números revelam que a mídia tradicional ainda é a maior responsável pelo sucesso de determinados assuntos, mesmo que seja apenas no mundo virtual.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna