Dobra incidência de câncer de mama antes dos 35 anos

Exercícios diários e controle do peso podem prevenir 40% dos casos da doença

Luta contra o câncer de mama passa pelo diagnóstico precoce
Luta contra o câncer de mama passa pelo diagnóstico precoce Foto: Divulgação, stock.xchng

Mulheres com menos de 35 anos estão tendo mais câncer de mama, afirma o mastologista Roberto Gomes, da Universidade Federal do Espírito Santo. O especialista avaliou 1.219 mulheres com câncer de mama tratadas por ele, entre os anos de 1975 e 2008. No período de 1975 a 1994, 7,5% das pacientes tinham menos de 35 anos. Entretanto, entre 1995 e 2008, a incidência nessa idade aumentou para 14,5%.

– Esse crescimento é preocupante porque praticamente dobrou a incidência da doença nessa faixa etária. Ele reflete as estatísticas em todo o mundo, que podem ser revertidas com hábitos saudáveis acessíveis à maioria das mulheres – Roberto Gomes.

Divulgado no final de fevereiro deste ano, o relatório Política e Ação para a Prevenção do Câncer é o primeiro a quantificar os efeitos da vida saudável sobre o desenvolvimento de tumores malignos. Ele foi feito por uma parceria entre o Instituto Americano para a Pesquisa do Câncer e do Fundo Mundial de Pesquisas sobre o Câncer. Foi apontado que aliar uma dieta balanceada à prática de pelo menos 30 minutos de exercícios ao dia e o controle do peso pode prevenir 40% dos casos de câncer de mama. O Instituto Nacional do Câncer (INCA) aponta 49 mil novos casos por ano, e estima que 19,6 mil casos de câncer de mama podem ser evitados com esses hábitos saudáveis.

– É preciso que as mulheres sejam conscientizadas de que quanto menor for o tamanho do tumor, maiores serão as chances de cura. Por isso, a importância da mamografia, que diagnostica o câncer em tamanhos bem pequenos (milímetros) ou ainda na fase pré-maligna. É importante que o tumor seja detectado antes de ser palpável – destaca Gomes.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna