Ellen Rocche conta que ao ouvir cantada em obra retruca com um gentil ‘bom dia’

Beldade diz que sempre dá aquela conferida no espelho antes de sair

Ellen Rocche diz que gostaria de fazer papel de vilã porque exige mais
Ellen Rocche diz que gostaria de fazer papel de vilã porque exige mais Foto: André Schiliró

Ellen Rocche é boa de garfo, boa de cama e, como toda mulher, sempre dá aquela conferida no espelho para ver se está tudo bem. A loura de corpo perfeito ouve de tudo um pouco quando passa por uma obra, mas ensina: nada como dar um “bom dia!” para acabar com as gracinhas.

O que faz você perder o rebolado?

Ellen Rocche – A maldade das pessoas

Qual a qualidade que você não tem, mas gostaria de ter?

Ellen – Não sei dizer não em algumas situações. Queria ter mais pulso.

Tem o hábito de se olhar com dois espelhos para dar uma conferida no bumbum?

Ellen – Sempre (risos)! Dou várias viradinhas para ver se está tudo bem mesmo.

Você é melhor de garfo ou de cama?

Ellen – Os dois. De garfo, porque como muito, e de cama, porque deito e durmo logo.

Quantas Barbies você tem na sua casa?

Ellen – Sempre tive coleções de Barbies, mas dei tudo e só fiquei com uma. A tenista, porque ela tem o cabelo bem platinado e é bronzeada.

Suas amigas gostam de sair com você ou têm medo da concorrência?

Ellen – Minhas amigas são parceiras.

Sonha ser a mocinha ou a vilã da novela das 21 horas?

Ellen – Com certeza a vilã, porque exige mais. Sem falar que você se diverte…

Uma pergunta que todo mundo faz e você odeia responder?

Ellen – “Você está namorando?”

Quando você passa por uma obra, o que costuma ouvir?

Ellen – Escuto de tudo um pouco, do tipo “Ei delícia!” e aí dou “Bom dia!” e o pessoal fica sem graça e não fala mais nada.

Ellen, “qual é a música?”

Ellen – “Infinito particular” (Marisa Monte).

Leia mais
Comente

Hot no Donna