Envelhecimento começa aos 27 anos, indica estudo

A partir desta idade, capacidades como a rapidez de raciocínio entram em declínio

Cérebro é uma das partes do organismo que mais sente o envelhecimento
Cérebro é uma das partes do organismo que mais sente o envelhecimento Foto: Divulgação, stock.xchng

O que é envelhecer? Seria quando começam a faltar forças nas pernas e as costas ficam curvas? Ou quando os olhos já enxergam com dificuldade e os ouvidos escutam pouco? Na verdade, é um pouco de tudo. E muito mais. Pode ser uma ruga no rosto ou o enfraquecimento dos músculos. Porém, envelhecer não se restringe aos idosos. Para a medicina, o processo se inicia por volta dos 30 anos, quando o adulto está no auge de sua forma física.

A partir daí, dia após dia, as células mortas são repostas em ritmo mais lento. Os órgãos começam a reduzir de tamanho e, consequentemente, vão perdendo parte de sua função.

Na última semana, foi divulgada uma pesquisa que afirma que o pontapé para o envelhecimento ocorre ainda mais cedo e atinge jovens na casa dos 20 anos. Segundo cientistas da Universidade da Virgínia, nos Estados Unidos, capacidades como as de noção espacial e rapidez de raciocínio entram em declínio a partir dos 27 anos. Por outro lado, a habilidade de acumular conhecimento, como enriquecer o vocabulário, continua funcionando bem e aumentando até os 60 anos.

O corpo humano se desgasta por dois motivos. Um deles é interno – o organismo enfrenta limitações biológicas e genéticas. Outro é culpa de fatores externos: estresse em excesso, cigarro, abuso de bebidas alcoólicas e exposição solar aceleram o processo.

– Apenas 30% do envelhecimento é genético. Os outros 70% são hábitos de vida. A estatística mostra a importância que têm as decisões que a pessoa toma sobre ela mesma – destaca o geriatra João Senger.

Envelhecer, porém, ultrapassa os aspectos físicos. Hoje, faz-se distinção entre o envelhecimento biológico e o psicológico. No psicológico, abandona-se a ideia de que o tempo deprecia a capacidade intelectual e funciona. Mesmo em idade avançada, os indivíduos mantêm potencial de desenvolver atividades de relevância, tanto para si próprios quanto para a sociedade.

– Quando a reflexão se volta para a aposentadoria, pode-se constatar sentimentos como perda de status, isolamento e discriminação. Entretanto, surgem também manifestações muito boas, como alegria e sentimento de missão cumprida. A terceira idade é um momento complexo, mas é quando a pessoa pode usar sua liberdade e o tempo livre para atividades prazerosas – ressalta a psicóloga Lúcia Cogo.

A pesquisa

Especialistas da Universidade da Virgínia (EUA) propuseram aos 2 mil participantes, entre 18 e 60 anos, jogos de memória, como palavras cruzadas, e atividades que exigiam relembrar detalhes de histórias. Confira algumas das conclusões do estudo:

:: O pico da eficiência cerebral ocorre aos 22 anos 

:: Os primeiros sinais de declínio são registrados aos 27 anos 

:: A memória continua intacta até os 37 anos

:: A capacidade de acumular conhecimento, como a ampliação do vocabulário, segue em forma até os 60 anos

:: Terapias para retardar os efeitos do envelhecimento da mente podem começar a ser realizadas mais cedo

Vitaminas para a saúde da pele

A exposição ao sol pode provocar o início do envelhecimento por volta dos 25 anos, destacando manchas e marcas de expressão na pele, percebidas em qualquer olhada rápida no espelho.

Outros sinais também pode surgir. Com o tempo, a pele se torna ressecada, e podem começar a surgir alterações de pigmentação, além da diminuição da umidade e da gordura natural. Além disso, as unhas ficam mais fracas. Outro sinal é a flacidez, caracterizada por uma pele distendida e caída, dando uma imagem de fraqueza.

Aparecem novos produtos no mercado a todo momento, muitos deles mais destinados a embelezar a mulher do que a comprovar resultados eficazes. Porém, uma nova geração de produtos, chamados cosmecêuticos, trouxe resultados bons e animadores. Segundo a dermatologista Dóris Hexsel, produtos derivados de vitaminas estão tendo a eficácia comprovada por estudos clínicos.

– Os retinoides, por exemplo, são derivados da vitamina A e agem no tratamento do envelhecimento provocado pelo sol. Eles estimulam a renovação celular e diminuem a melanina (proteína responsável pela pigmentação da pele) – explica Dóris.

Além deles, ela cita os alfa-hidroxiácidos, derivados das frutas cítricas, que provocam o espessamento da pele, atenuando as rugas. Outros medicamentos da nova geração são os antioxidantes, derivados das vitaminas C e E, e os tensores imediatos, que atuam contra as rugas e a flacidez da pele envelhecida. Os lasers também estão na lista de aliados. Podem ser usados para melhorar a pigmentação e a textura da pele e até em tatuagens.

Perda de peso fica mais difícil depois dos 30 anos

Depois dos 30 anos, quem tenta emagrecer percebe em poucas semanas que o corpo já não reage da mesma maneira. Se antes podiase comer besteiras que a barriga mal percebia, agora qualquer caloria parece multiplicar sua potência. Com o organismo passando a trabalhar mais lentamente, a queima calórica também pisa no freio.

Outra característica cria ainda novos obstáculos para quem quer perder alguns quilos, como explica o geriatra Rodolfo Herberto Schneider.

– O corpo começa a se desidratar. Como os músculos são ricos em água, estão entre os primeiros a sentir os efeitos, enfraquecem e são substituídos por gorduras – diz.

Mulheres a partir dos 40 anos passam por uma transição hormonal, incluindo sintomas de ansiedade e depressão. Ambos podem ter reflexos no peso, tanto por fazerem as pessoas comerem mais quanto por desviá-las de hábitos saudáveis, como a prática de esportes.

As mudanças nos hábitos também estão na lista de vilões da balança. Costuma ser por volta dos 30 anos o mergulho na carreira profissional, quando se pode abrir mão de atividades físicas e ficar mais exposto ao estresse, capaz de modificar o metabolismo. Com essa alteração, o organismo tem mais dificuldade em queimar as calorias consumidas, dificultando o emagrecimento.

Seja qual for o obstáculo, a receita para ganhar a silhueta desejada é a combinação de alimentação saudável e exercícios regulares. Entre os 20 e os 40 anos, recomenda-se muita salada e carnes brancas, como peixes. Para os mais velhos, os médicos enfatizam a necessidade do consumo de cálcio, obtido com o leite, por exemplo.

Leia mais
Comente

Hot no Donna