Era uma vez quatro gordinhos: famosos fecham a boca em prol da saúde

Fabiana Karla, Regina Casé, Jô Soares e Faustão têm se transformado a olhos vistos diante do público

Gordinhos famosos resolveram se unir na  luta contra a balança
Gordinhos famosos resolveram se unir na luta contra a balança Foto: Montagem sobre fotos de Divulgação

Por saúde ou pura estética, emagrecer sempre faz bem ? se sem exageros. Nos últimos tempos, gordinhos famosos resolveram se unir na  luta contra a balança. Da  mais simples reeducação alimentar, passando pela dieta rígida e acompanhada de exercícios físicos até as formas de emagrecimento mais extremas, como as cirurgias do aparelho digestivo, eles procuraram ajuda médica e se informaram sobre qual método era mais indicado para seu caso.

Nomes como Fausto Silva, Jô Soares, Regina Casé e Fabiana Karla têm se transformado a olhos vistos diante do público. Cada descida do ponteiro da balança, cada dígito a menos, é uma vitória pessoal, muitas vezes  compartilhada com os fãs. Porém, nem sempre a resposta do público a mudanças radicais do ídolo é positiva e bem-vinda.

Há um mês, Fabiana Karla desabafou em seu blog: “Para alguns que ficaram frustrados, ressentidos e até ofendidos, e se sentindo traídos (não entendo com o quê e nem por quê), quero deixar claro que nunca fiz apologia à gordura, e sim a um bem-estar. Não assinei contrato que seria gorda para sempre”.

A humorista tinha decidido contar que passara por uma intervenção cirúrgica a fim de emagrecer. Por causa de um anel colocado no intestino, em 17 de dezembro do ano passado, Fabiana já eliminou 20 quilos, passando de 113 quilos para os 93. O que se apresenta como uma vitória para a artista acabou soando como traição aos olhos de seus seguidores.

? Não tenho obrigação de estar contando o que eu fiz e o que deixei de fazer na minha vida pessoal. Mas sou uma pessoa pública, e acho importante dar bons exemplos. Só estou prezando pela saúde ? responde Fabiana, às críticas mais invasivas.

O que deixa a humorista do Zorra Total mais feliz é estar emagrecendo sem perder o prazer de comer o que quiser, o quanto quiser:

? Como de tudo, tudo mesmo, até churrasco. Minha única dificuldade é a grande quantidade de líquido que tenho que ingerir: 1,5 litro de água a cada refeição. Nesse método, quanto mais água, maior o emagrecimento. É o segredo ? diz.

Após inúmeras tentativas,  Fabiana está confiante em atingir seu objetivo:

? Já fiz mil dietas, visitei spas, tomei remédios para emagrecer. Nada disso adiantou. Até coloquei um balão intragástrico, e dei um balão no balão. Pesquisei muito antes de me submeter a essa operação. Tinha risco? Tinha. Mas tudo na vida é risco. Ou eu buscava a minha felicidade ou ficava encostada, olhando o mundo girar.

Assumir sua maior fraqueza foi o primeiro passo para a mudança:

? Comida é um vício, uma droga. Talvez, a única com que todo mundo tenha que conviver a vida toda. Não tenho vergonha de assumir que não conseguia sozinha, não tinha forças. Sou boa e forte em outras coisas ? diz ela, que passou do manequim 54 para o 46.

Há um ano, Regina Casé resolveu “dar um sacode no organismo”, como ela mesma gosta de dizer. Desde então, já eliminou 15 quilos extras.

? Eu andava triste com alguns acontecimentos da vida e tinha me deixado de lado. Já era hora de me cuidar ? lembra a apresentadora, de 57 anos, que prefere não revelar o peso.

Acostumada às dietas tradicionais à base de grelhados e saladas, que já não estavam mais funcionando, Regina decidiu radicalizar, fazendo uma espécie de “limpeza” do corpo.

? Dieta, eu seguia há anos, mas nunca conseguia emagrecer. E como não posso fazer ginástica pesada, por causa de uma limitação na coluna cervical, sempre queimei menos calorias. Então, adotei o seguinte esquema: uma semana por mês, dou um “choque” no organismo, faço uma dieta de desintoxicação.

Não como nenhuma proteína animal, gordura nem carboidrato. Frutas, bem pouquinho. É só verdura, legumes, grãozinhos ? conta.

? Nas outras semanas, como normalmente, mas sem enfiar o pé na jaca. Tudo isso, é claro, com acompanhamento médico.

Responsável pela alimentação da artista, a nutricionista Christiane Rodrigues avisa que esse tipo de  restrição calórica é calculada individualmente, de acordo com o organismo e a rotina do paciente.

? Durante a semana restritiva, Regina ingere uma base de 700 calorias diárias, com muitos chás, sucos batidos com leite de arroz, quinoa e semolina. Para quem tem um dia a dia atribulado, não funciona. É como se fosse um spa em casa, tem que ter disciplina.

Paralelamente à reeducação alimentar, a apresentadora engrenou na atividade física. Faz caminhadas diárias. Mais leve, deixou de sentir dores nos joelhos e tem usado roupas justinhas. Os fãs estão de olho.

– É a maior pressão. Outro dia, parei para comer um pão de queijo e vieram umas seis senhoras ensandecidas em cima de mim, me cobrando a dieta. Gente, me deixa, que o processo é lento! – brinca.

Jô Soares sempre usou seu peso (já chegou a ver 160 quilos na balança) como marca registrada, principalmente na vida profissional. Não à toa, seus programas mais marcantes se chamavam Viva o Gordo e Veja o Gordo. Nos anos de 1972 e 1973, decidiu mudar: chegou aos 80 quilos com a ajuda de remédios e dieta. Sofreu uma avalancha de críticas.

? Fui o único gordo do mundo que emagreceu e não teve estímulo. Geralmente, o sujeito emagrece e todo mundo diz: “Emagreceu, está ótimo!”. Comigo era o contrário: “Você é tão melhor gordo!” ? era o que eu escutava.

E assim voltou para a casa dos 140 kg. Aos 73 anos, Jô ressurgiu bem mais magro para a nova temporada de seu programa. Ele não fala sobre o assunto, mas sabe-se que atingiu os 95 quilos evitando carboidratos e comendo mais regradamente ? embora os amigos afirmem que Jô só faz uma refeição por dia.

Hoje, chamar Fausto Silva de Faustão soa quase como ofensa. A não ser pelo seu 1m87cm, o apelido não mais serve ao apresentador, que pulou da casa dos 120 quilos para a dos 90 quilos desde que, há dois anos, passou por cirurgia no aparelho digestivo. Por não ser regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina, Fausto não gosta de comentá-la, mas a técnica consiste basicamente na redução do estômago e na interposição do íleo (nome dado a um pedaço do intestino delgado) para maior produção da insulina. Como lutava contra a diabetes e a pressão alta, Fausto decidiu arriscar. 

De acordo com pessoas que convivem com ele, está se sentindo muito bem. Parou de tomar remédios, está bem disposto e se movimenta melhor. Se antes da cirurgia já não era de comer muito, agora come menos ainda, mas está satisfeito com a nova rotina.

? Sei que ele faz ginástica em casa, está frequentemente caminhando na esteira. Mas acho que o seu grande segredo é o fato de ele sempre ter se cuidado. Fausto não fuma nem bebe ? conta um amigo do apresentador.

Leia mais
>> Que tal montar uma academia em casa para ajudar no regime? Veja dicas na Revista Pense Imóveis

Leia mais
Comente

Hot no Donna