Esmalte de cor forte é tendência para o calor

Pinks, azuis e tons flúor vão dominar as unhas neste verão

Esmalte framboesa promete virar mania
Esmalte framboesa promete virar mania Foto: Divulgação

Nos próximos meses, as “misturinhas” saem de cena e dão espaço aos esmaltes de cores fortes como rosa, vermelho e até amarelo e azul. Os tons apresentados nas últimas semanas de moda realizadas no Rio e em São Paulo acabam de chegar às prateleiras e aos salões de beleza e prometem agradar quem não dispensa o visual colorido.

– Os tons da primavera e do verão são os pinks, que vão desde tons alaranjados aos bem vermelhos, passando pelo vermelho cor de tomate e o de framboesa. Como os esmaltes coloridos descascam mais rápido, sugiro passar uma base incolor nas unhas dois ou três dias após a manicure – explica a empresária Márcia Faria, proprietária do Visage Coiffeur.

Confira as novidades na galeria de fotos ao lado

O estilista de unhas Marcelo Santos é outro que aposta nas cores fortes. Para ele, os tons dominantes da estação serão jabuticaba, rosa antigo e maçã.

– A moda agora é escolher duas cores diferentes, mas da mesma cartela, e pintar as unhas das mãos e dos pés. No salão, percebo que a tendência tem sido mãos mais claras e pés com unhas escuras – diz Marcelo, que sugere combinações como framboesa e jabuticaba e rosa antigo com rosa bebê.

Se a idéia é experimentar os tons de azul para compor um visual no estilo da atriz Lindsay Lohan ou das gêmeas Mary-Kate e Ashley Olsen, o principal cuidado é não exagerar.

– Cores muito diferentes podem dar um ar meio carnavalesco. É preciso ficar atenta para não deixar o visual com cara de fantasia. O ideal é deixar as cores fortes como o amarelo para pequenos detalhes como os feitos nas unhas artísticas – avalia Márcia.

Cuidados que garantem a saúde das unhas

Aparelhos como alicates, lixas, palitos e bacias de água podem transmitir infecções, principalmente se forem usados por muitas pessoas. Para evitar surpresas desagradáveis, é preciso tomar algumas medidas de segurança que ajudam a evitar doenças. A dermatologista Mônica Carvalho, da Sociedade Brasileira de Dermatologia, lembra que, na manicure, o mais importante é observar se os aparelhos são esterilizados antes do uso.

– O mais indicado é que o alicate seja esterilizado em autoclave, isto é, esterilização a vapor, com tempo médio de aproximadamente 30 minutos. Já os recipientes, de preferência, devem ser de plástico descartável, pois por meio deles pode-se contrair doenças fúngicas como as micoses. É bom também que a mesma lixa e o palito não sejam usados em vários clientes – explica a dermatologista.

Quem puder deve evitar retirar as cutículas e apenas empurrá-las para dentro, já que elas fazem parte da proteção natural das unhas e evitam a entrada de fungos e bactérias no organismo. Mônica alerta que, às vezes, uma simples tirada de um “bife” pode desencadear um processo inflamatório que vai deixar a pele em volta das unhas inchada e com pus.

Por último, a médica lembra que alguns esmaltes, principalmente os de coloração escura, pode pigmentar as unhas.

– As unhas podem ficar mais escuras, do mesmo jeito que o café, o chocolate e os refrigerantes podem escurecer os dentes. Mas como as manchas também podem sinalizar doenças, o ideal é procurar um especialista para receber um diagnóstico – diz.

Leia mais
Comente

Hot no Donna