Especialista fala da relação que existe entre anorexia e bulimia e os problemas bucais

Distúrbios alimentares interferem na higiene bucal

Uso de medicamentos também altera a saúde bucal
Uso de medicamentos também altera a saúde bucal Foto: Sxc.hu

Quando pensamos em distúrbios alimentares como anorexia e bulimia, logo imaginamos pessoas raquíticas e com a saúde debilitada por conta das deficiências causadas por essas doenças. Má nutrição, problemas de raciocínio, sono excessivo, esofagite… Mas esses não são os únicos problemas que esses males podem trazer. Uma das partes mais comprometidas pelos distúrbios alimentares é a saúde bucal.  A dentista Fátima Caldeira, do Spa Dental (São Paulo), explica quais as principais consequências para a saúde dos dentes.

Segundo a especialista, uma pessoa que sofre de bulimia e anorexia pode até ter aparentemente um sorriso bonito, mas ao verificar-se a região atrás dos dentes a cena muda. Isso acontece porque o vômito da pessoa bulímica ou anoréxica possui ácidos do estômago que podem estragar o esmalte dos dentes e provocar hipersensibilidade dentinária (presença de dor nas variações de temperatura). 

Edema das glândulas salivares, problemas gengivais, aumento da incidência de cáries, erosão dentária (desgastes acentuados em toda estrutura do esmalte dental),  bruxismo e apertamento dentário, mucosite (inflamação das mucosas) principalmente no palato (céu da boca) e quelite (inflamação) nos lábios e comissura bucal (inflamação no ângulo da boca) são os transtornos bucais mais freqüentes nos bulímicos e anoréxicos.

Para quem faz uso de anfetaminas e outras substâncias para emagrecer os cuidados devem ser dobrados, pois essas substâncias podem provocar uma diminuição da salivação (hiposalivação) ou xerostomia (falta de salivação), elevando o risco de cáries, halitose (mau hálito) e problemas periodontais.

– A boca é a porta de entrada daquilo que alimenta nosso corpo. Uma boa alimentação, com diversos tipos de nutrientes, incluindo os vegetais e as frutas, é fundamental para equilibrar não apenas a boca, mas todo o organismo. Sem comer, ao invés de ajudar nosso corpo, estamos expondo o mesmo a uma situação de privação, e isso também se reflete na saúde bucal de forma desastrosa – finaliza a dentista.

Fonte: Know How Comunicação

Leia mais
Comente

Hot no Donna