Estilista brasileiro Gustavo Lins mostra sua coleção masculina em Paris

Frutas tropicais inspiram desenhos de roupas mostradas em seu mais recente desfile

Modelos vestem as criações de Lins para a primavera-verão 2011
Modelos vestem as criações de Lins para a primavera-verão 2011 Foto: AP, Laurent Cipriani

As cores de frutas tropicais, como a goiaba e o limão verde, mas também a arquitetura e o Japão, inspiraram a primeira coleção exclusivamente masculina do brasileiro Gustavo Lins, que foi apresentada nesta sexta-feira em Paris, nos desfiles para a primavera-verão 2011.

– Fiz uma coleção muito arquitetural, desenhei camisas como se fossem jaquetas e jaquetas leves como camisas – explicou o único estilista latino-americano presente no grupo fechado da alta-costura, onde todas as peças são feitas exclusivamente à mão.

– Sempre fiz moda masculina, mas esta é a primeira vez que fui incluído no calendário oficial dos desfiles de moda masculina, organizados pela Federação francesa da moda.

– Isso é novo, e muito interessante, um novo desafio – afirmou o estilista ao apresentar sua coleção à AFP, antes do desfile ocorrido em uma galeria do bairro de Marais, próximo de seu ateliê.

– Escolhi para essa coleção muitas cores fortes, de frutas tropicais, como o rosa da goiaba, o verde lima e o verde limão, o laranja. Mas minha gama de cores continua sendo, como sempre, muito fechada: cinza, branco, preto, azul escuro – afirmou Lins, que criou peças masculinas que ao serem tocadas, suspreendem pela suavidade.

– Os tecidos são muito leves: algodão, linho, malhas de lã, de algodão , e algumas peças em pele muito fina, suaves como uma luva – afirmou.

A maioria das peças são reversíveis, completou Lins, que estudou arquitetura no Brasil e depois em Barcelona, na Espanha, antes de se consagrar na moda, onde expressa também sua paixão pela escultura.

O estilista brasileiro afirmou que as roupas que desenhou para a próxima primavera-verão são destinadas a homens com estilos de vida e idades muito diferentes, “desde jovens de 25 a homens de 65 anos”.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna