Estilo e óculos: cada um tem o seu

Na hora de escolher o acessório, verifique se o modelo é congruente com a sua personalidade

Mais do que combinar com seu rosto, os óculos devem ser confortáveis
Mais do que combinar com seu rosto, os óculos devem ser confortáveis Foto: Divulgação, Chilli Beans

Cada um tem o seu estilo, independentemente das tendências da moda. O ideal é mixar referências do que está em alta ? até porque, normalmente, fica mais barato, pela maior oferta ?, com o que se gosta de vestir. O mais importante, no final das contas, é se sentir bem, conectada com o mundo, mas com uma pitadinha de grifo pessoal.

Pelo menos com as roupas, é assim que funciona. Já com acessórios, é preciso parcimônia, pois, enquanto algumas mulheres ficam lindas cheias de penduricalhos, outras parecem uma verdadeira árvore de Natal. E não adianta insistir: tem coisas que combinam com o seu estilo, outras, não.

E é na hora de escolher um óculos que a coisa complica. Para algumas pessoas, não é opção, é uma questão de saúde, mas nem por isso deve-se abdicar do estilo. Com o óculos de sol, então, nem se fala: como é mais acessório do que necessidade, é normal que se analisem as opções que harmonizam melhor com o tipo de rosto e cor do cabelo, e também que se verifiquem os modelos da temporada.

Mas essa pode não ser a escolha mais acertada. O coordenador de estilo da Chilli Beans, Marcel Gignon, acredita que “o mais legal é saber reconhecer o papel de cada modelo na hora de compor um estilo, independente da tendência”.

É claro que ninguém vai comprar um modelo do qual não gosta, até porque os óculos acompanham o visual de uma pessoa todo tempo. Mas é importante levar em consideração o fator personalidade. “Os melhores óculos são aqueles com os quais você se sente confortável, independente de tamanho, cor e modelo; se você está se sentindo confiante e gostou do modelo, isso é o que vale”, complementa.

Enquanto há algum tempo o norte seria o clássico gráfico dos modelos mais adequados a cada tipo de rosto, hoje a tendência é guiar a escolha dos óculos pelo que vai bem com o estilo da pessoa, e mais ainda pelo que ela pretende refletir com aquele acessório, o humor, a ocasião. Gignon salienta que todos mudam a cada dia, assim, e “estão” mais do que “são”: “sabemos que uma pessoa pode estar mais básica em uma segunda-feira e mais ‘estilosa’ na terça, por isso, não podemos classificar ninguém pelo estilo que predomina em um determinado dia”.

É difícil de acreditar, mas os óculos passaram a ser muito mais estilo que necessidade. E há até quem tenha três, quatro armações, utilizando o acessório só para fazer bonito. E dependendo do modelito, faz mesmo!

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna