Estudo afirma que sexo fica melhor e mais frequente depois dos 40 anos

Faixa etária que mais relata dificuldades em atingir orgasmo é dos 18 aos 30 anos

Igualdade entre os sexos é defendida pela maioria dos entrevistados
Igualdade entre os sexos é defendida pela maioria dos entrevistados Foto: Stock Photos, Divulgação

Um novo estudo aponta a faixa etária entre 40 e 50 anos como o início de um período mais excitante na vida das mulheres. Publicada no British Journal of Urology, a pesquisa da Universidade de Hackensack (EUA), que avaliou 600 voluntárias, diz que as participantes de meia-idade relataram aproveitar muito mais as relações sexuais do que as mais jovens. O sexo não é apenas mais frequente como também se torna mais prazeroso.

Os pesquisadores descobriram também que o grupo mais ativo é o de idade entre 31 e 45 anos (87% fazem sexo regularmente). O número surpreende quando comparado com o resultado apurado entre as mais jovens – 85% das participantes entre 18 e 30 anos têm relações regulares.

A cada três mulheres, duas relataram sofrer de algum tipo de disfunção, como falta de desejo ou satisfação. Debra Fromer, da Universidade de Hackensack, em New Jersey, autora da pesquisa, disse que esses fatores podem afetar seriamente a autoestima da mulher e o relacionamento do casal.

Sem prazer

Faixa etária de quem relatou dificuldades para atingir o orgasmo:

De 18 a 30 anos – 54%
De 31 a 45 anos – 43%
De 46 a 54 anos – 48%

Leia mais
Comente

Hot no Donna