Estudo associa consumo de leite à redução das cólicas menstruais

Cálcio pode desempenhar um papel importante no controle da atividade neuromuscular

Pesquisa avaliou 127 universitárias
Pesquisa avaliou 127 universitárias Foto: DivulgaçãoDiego Redel

Estudo realizado por pesquisadores da Universidade de Ciências e Tecnologia da Jordânia revela que o consumo de leite e derivados pode amenizar os sintomas das cólicas menstruais, também conhecido como disminorréia. A queixa comum em cerca de 50% das mulheres jovens caracteriza-se por dor antes e durante a menstruação e na maioria das vezes, é acompanhada por dor de cabeça, náuseas, vômitos, dor nas costas e fraqueza.

O estudo avaliou a reação de 127 estudantes universitárias, sendo que 87% relatavam apresentar cólicas menstruais e metade das pesquisadas classificaram as suas dores como severas. Os resultados da pesquisa mostram que as mulheres que consumiram de três a quatro porções por dia de leite e derivados apresentaram uma redução acentuada nas dores, comparadas às mulheres que não consumiam nenhuma porção.

Outro fator positivo em relação ao cálcio é referente ao número de porções consumidas: as mulheres que consumiram três ou quatro porções diárias tiveram uma redução significativa nos sintomas, comparadas às mulheres que consumiram até duas porções de leite e derivados por dia.

De acordo com nutricionista Andrea Andrade, da consultoria RG Nutri, uma justificativa para a atuação destes alimentos no controle dos sintomas é que o cálcio pode desempenhar um papel importante no controle da atividade neuromuscular. 

? Considerando que a maior fonte de cálcio entre os alimentos é o leite, manter o hábito de consumir ao menos três porções desta bebida por dia além de garantir a saúde dos ossos e dentes, ainda pode ajudar no combate aos sintomas indesejados da dismenorréia ?, explica Andrea.

Leia mais
Comente

Hot no Donna