Estudo comprova o benefício do consumo de soja na menopausa

Pesquisa divulgada em revista europeia comprova ação benéfica

Sintomas da menopausa melhoram após consumo de soja
Sintomas da menopausa melhoram após consumo de soja Foto: Paulo Vilani

Um artigo apresentando as descobertas de um grupo de pesquisa da Faculdade de Ciências Médicas da Unicamp foi publicado na conceituada revista Maturitas, da Sociedade Europeia de Menopausa e Andropausa. O trabalho, coordenado pelo médico Lucio Carmignani, com orientação da ginecologista Adriana Orcesi Pedro, comparou os efeitos da ingestão diária de um alimento à base de soja com o uso da terapia hormonal de baixa dosagem e placebo sobre os sintomas psicológicos, somáticos e urogenitais em mulheres na pós-menopausa.

O estudo controlado, randomizado, duplo cego avaliou sessenta mulheres saudáveis com idade entre 40 e 60 anos divididas em três grupos e analisadas por 16 semanas. Um grupo recebeu o alimento à base de soja, o segundo recebeu terapia hormonal de baixa dosagem e o terceiro somente placebo.

Nenhuma diferença estatisticamente significativa foi encontrada entre os grupos com relação às características clínicas e sociodemográficas. Os sintomas psicológicos, somáticos e urogenitais analisados melhoraram durante o tratamento em todos os grupos, exceto os sintomas de secura vaginal do grupo placebo que não apresentaram mudanças significativas.

A comparação entre os grupos revelou uma melhora significativa nos sintomas somáticos (ondas de calor e dor muscular) nas usuárias de terapia hormonal (-45,6%) e com suplementação à base de soja (-49,8%). Os sintomas urogenitais (secura vaginal) melhoraram significativamente nas usuárias de terapia hormonal (-38,%) e no grupo usando a suplementação à base de soja (-31,2%). Não houve diferenças estatisticamente significativas entre os grupos em relação aos sintomas psicológicos.

O artigo da publicação internacional concluiu que a suplementação à base de soja pode ser considerada uma terapia alternativa efetiva para os sintomas somáticos e urogenitais da menopausa.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna