Exame de saliva identifica o risco de parto prematuro

Estudo indicou que nível de hormônio influi no nascimento fora de hora

Rosa forte e vermelho aberto são as cores do momento para os lábios
Rosa forte e vermelho aberto são as cores do momento para os lábios Foto: Divulgação, stock.sxc

Um teste rápido e indolor feito com gotas de saliva pode ajudar a indicar se a grávida corre o risco de entrar em trabalho de parto prematuramente, indica pesquisa publicada no British Journal of Obstetrics and Gynaecology.

O estudo, feito com 92 mulheres com gravidez de risco, identificou que mulheres que acabam tendo partos prematuros também têm níveis muito baixos de hormônio progesterona a partir do quinto mês de gestação.

A descoberta é importante, já que os obstetras podem, a partir do resultado do exame, prescrever medicamentos que estimulem o crescimento do pulmão do feto, prevenindo possíveis infecções e incapacidade respiratória nas semanas seguintes ao nascimento.

Agora, o desafio dos pesquisadores é desenvolver um teste barato e rápido que possa diagnosticar este risco em larga escala e, por consequência, diminuir as complicações de saúde nos bebês prematuros.

Embora a relação entre baixos níveis de progesterona e partos prematuros ainda não esteja clara, acredita-se que as propriedades anti-inflamatórias do hormônio previnem uma série de infecções bacterianas, uma das principais causas de nascimentos fora de hora.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna