Exame de visão é essencial para recém-nascidos

Teste feito em prematuros ajuda a prevenir a cegueira

Estudo comprovou benefícios da amamentação para o intelecto
Estudo comprovou benefícios da amamentação para o intelecto Foto: Divulgação, stock.xchng

Segunda principal causa de cegueira em crianças no Brasil, a evolução da retinopatia da prematuridade pode ser combatida se a doença for detectada cedo. Para isso, é preciso que todos os bebês prematuros, especialmente os muito pequenos, sejam examinados por um oftalmologista especializado.

– Crianças que nascem com menos de um quilo e meio ou menos de 32 semanas precisam fazer o exame de fundo de olho para diagnosticar a doença. Normalmente, ele deve ser feito entre a quarta e a sexta semana – orienta Margarete Zonzini Máximo de Carvalho, diretora do Serviço de Neonatologia do Hospital e Maternidade Leonor Mendes de Barros, em São Paulo.

De acordo com a médica, quando necessário, a criança é levada a um centro especializado para fazer a cirurgia a laser. 

– Quanto antes é feito o diagnóstico, maiores as chances de a criança não perder a visão. A cirurgia não recupera o que já foi perdido, mas cauteriza os vasinhos que já se formaram e impede o avanço da doença. Assim, se o bebê iria perder 80% da visão, por exemplo, pode ter uma perda de apenas 20%, o que já é um bom resultado.

A operação é rápida e com anestesia. Depois, o bebê pode ser medicado com analgésicos.

– O pós-operatório é melhor do que o da vitrectomia, uma outra operação para essa doença.

Mas nem sempre a cirurgia é necessária.

– Quando a retinopatia é detectada, o médico avalia o seu grau e decide pela cirurgia ou pelo acompanhamento clínico. Em alguns casos, a doença regride espontaneamente.

Teste do olhinho é obrigatório

– O teste do olhinho deve ser feito em todos os bebês por um neonatologista antes da alta, diz a médica Margarete Zonzini Máximo de Carvalho. Segundo ela, o teste é menos específico que o exame de fundo de olho. Ele verifica se a pupila tem alguma área opaca, o que pode indicar diversas doenças. Então, se necessário, a criança é encaminhada a um oftalmologista.

Leia mais
Comente

Hot no Donna