Excesso de peso está relacionado ao baixo consumo de frutas e hortaliças

Pesquisa do Ministério da Saúde entrevistou brasileiros de 27 cidades

Foto: Divulgação

Além de estar acima do peso, o brasileiro não anda muito preocupado em consumir alimentos mais saudáveis. A conclusão é baseada em uma pesquisa recente do Ministério da Saúde que entrevistou pessoas das 26 capitais e Distrito Federal em 2009.

Entre os entrevistados, a frequência do excesso de peso foi de 46,6%, sendo maior entre homens (51,0%) do que entre mulheres (42,3%). Em contrapartida, o de consumo recomendado de frutas e hortaliças foi de 18,9%, sendo menor entre os homens (14,8%) do que entre as mulheres (22,4%).

Em 2008, a mesma pesquisa revelou que 43,3% dos entrevistados estavam acima do peso. Um aumento que pode ser considerado gradativo se analisados também resultados de outros estudos como a Pesquisa de Orçamentos Familiares (POF) do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), com dados de 2002 e 2003, como lembra o médico Cláudio Corá Mottin.

? Esta pesquisa já indicava que pelo menos 40% dos brasileiros estavam acima do peso e 11% estavam obesos. É um aumento considerável ? conta Mottin, que é diretor técnico e coordenador cirúrgico do Centro de Obesidade e Síndrome Metabólica (COM) do Hospital São Lucas da PUCRS.

Segundo ele, a elevação do número de pessoas acima do peso ideal é sentida diariamente. Pessoas com problemas hormonais representam menos de 5%. O restante, de acordo com o médico, é fruto de alimentação inadequada e falta de atividade física.

Ele alerta ainda para o excesso de gordura, que muitas vezes não é identificado apenas com a ajuda da balança.

? Por trás do peso está o excesso de gordura. Você pode ser leve, mas ter um percentual alto de gordura. É fundamental a distribuição de gordura ? explica ele.

Consumo de frutas e hortaliças

Para a nutricionista do COM, Anália Barhouch, o baixo consumo de frutas e hortaliças tem ligação direta com o excesso de peso.

? Quando não se consome verduras e legumes nas principais refeições, como almoço e jantar, o consumo de arroz, batata e massa ocorre em maior quantidade. Este é um dos fatores que pode ocasionar o aumento do peso, pois esses alimentos são unicamente fontes de energia e podem ocasionar o acúmulo de gordura se consumidos em excesso.

As verduras, legumes e frutas são alimentos ricos em fibras que auxiliam na saciedade em uma refeição. Anália lembra que alguns estudos mostram que a alimentação inadequada e o estilo de vida, contribuem para potencializar efeitos negativos para a saúde.

? Para uma vida saudável é fundamental uma alimentação equilibrada o consumo de frutas, legumes, grãos, leite e derivados, carne magra, peixes, ovos, pães e cereais integrais contribuem para isso.

Confira as dicas da nutricionista para equilibrar a alimentação:

Os alimentos são divididos em grupos de acordo com a função que possuem no organismo, sendo assim, alimentos do mesmo grupo não devem ser misturados na mesma refeição. Para montar uma refeição equilibrada é necessário incluir um alimento de cada grupo em cada refeição principal.

Exemplo para o almoço:

arroz ou 1 porção do grupo de Carboidratos

feijão ou 1 porção do grupo de Leguminosas

tomate ou 1 porção do grupo de Hortaliças

alface ou 1 porção do grupo de Hortaliças

carne magra ou 1 porção do grupo de Carnes

1 maçã ou 1 porção do grupo de Frutas

Preste atenção: Nesta refeição não é misturado nenhum grupo alimentar e há uma variedade de cinco grupos diferentes. O único grupo que pode ser misturado na mesma refeição é o grupo de Hortaliças, devido ao seu baixo valor calórico.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna