Exercício na menopausa pode reduzir risco de câncer

Foto: Julio Cordeiro

A prática de esportes durante a menopausa pode ser um fator decisivo na hora de reduzir o risco de câncer de mama, segundo uma pesquisa publicada pela revista BMC Cancer.

O estudo constata que as mulheres que se mantêm em forma e ativas fisicamente nesse período são menos propensas a sofrer desse tipo de câncer, mas ressaltou que é o exercício entre moderado e intenso que tem um efeito benéfico. Estudos prévios já ligavam a atividade física à proteção contra o câncer de mama, mas este é o primeiro que detalha o tipo e a quantidade de exercício necessária.

Os pesquisadores do Instituto Nacional do Câncer de Bethesda (EUA) avaliaram 110 mil mulheres na menopausa e o exercício realizado em quatro períodos distintos de suas vidas: entre 15 e 18 anos, 19 e 29 anos, 35 e 39 anos e nos últimos 10 anos.

Depois, foi feito um acompanhamento, durante seis anos e meio, quando se descobriu que as mulheres que fizeram na última década mais de sete horas de esporte por semana tinham 16% menos de chances de ter câncer de mama. Antes da menopausa, não se pode estabelecer um vínculo entre exercícios e câncer de mama, uma doença que afeta uma em cada nove mulheres no mundo desenvolvido.

A pesquisadora Tricia Peters acredita que o exercício físico pode afetar os hormônios, de modo que ajudem a prevenir a enfermidade.

– Nossa descoberta pode ajudar a estabelecer os mecanismos da relação entre a atividade física e o câncer de mama. Como esse câncer segue custando muitas vidas, toda informação sobre medidas preventivas que conseguirmos será vital – afirma.


Fique atenta

::: É necessário dedicar mais de sete horas por semana à prática intensa de atividades como tênis, ciclismo, natação, musculação e caminhadas. As atividades diárias em casa também valem.

:::
O exercício em nível moderado provou-se sem efeito algum na prevenção da doença.

Leia mais
Comente

Hot no Donna