Exercícios podem ajudar no tratamento de hipertensos

Doença pode causar problemas cardiovasculares, agravar quadros renais e prejudicar a visão

Foto: Diego Redel

A hipertensão, mais conhecida como pressão alta, é uma das doenças crônicas mais comuns no Brasil. Além de causar problemas cardiovasculares, ela pode agravar quadros renais e até prejudicar a visão.

Um dos meios mais eficazes de prevenir essa condição é manter uma alimentação saudável e praticar atividades físicas. Mas o que pouca gente sabe é que atividades físicas monitoradas por profissionais especializados são, também, uma forma eficiente de melhorar a saúde de quem já é hipertenso.

O especialista em Medicina Esportiva e Fisiologia do exercício e diretor da Academia B-Active, Benjamin Apter, explica que além de prevenir a hipertensão arterial, exercícios físicos controlados são parte muito importante do tratamento não farmacológico da doença, ajudando no controle e muitas vezes diminuindo a dosagem e o número de medicamentos utilizados.

Isso acontece porque, durante essas atividades, ocorre vasodilatação das artérias dos músculos esqueléticos, utilizados durante os exercícios, o que aumenta o espaço para a passagem do sangue e, consequentemente, diminui a pressão arterial. Além disso, a prática regular de atividades físicas é benéfica no combate de outros fatores de risco associados à hipertensão arterial, como sobrepeso e obesidade, diminuição dos triglicérides, colesterol ruim, glicemia e elevação dos níveis do colesterol bom.

Segundo ele, estudos realizados no mundo todo já comprovam a queda de um ponto na pressão arterial máxima e mínima após um ano de exercícios físicos controlados. Outro benefício importante é na reabilitação cardiovascular de pós-infartados e pós-cirúrgicos.

Leia mais
Vídeos recomendados
Comente

Hot no Donna