“Família é meu valor maior, acima da carreira”, diz Anitta

Donna conversou com a cantora sobre a relação com a fama e os planos para o futuro

Foto: Washington Possato

Donna – Você começou a cantar no na igreja. Foi lá que percebeu a vocação para a música?
Anitta –
A igreja foi uma escola para mim. Lá aprendi muita coisa sobre música e também algumas técnicas de canto. Eu ia à igreja para cantar. Quando não cantava, ficava com preguiça de ir. Mas acho que a fé é muito mais do que ir a igreja. O importante mesmo é ter fé no que você acredita, e isso eu tenho muito.

>> Fênomeno nacional, Anitta sobe ao palco da Provocateur, em Porto Alegre

Donna – Você cursou Administração de Empresas e chegou a conseguir uma vaga na Vale do Rio Doce. Desistiu da carreira pela música?
Anitta – Quando terminei o curso, tinha que fazer estágio para conseguir o diploma. Me inscrevi no processo de seleção da Vale junto com mais cinco mil candidatos concorrendo a cinco vagas. Consegui passar e fui selecionada. Fiquei lá durante um ano, quando quiseram me efetivar. Tudo isso aconteceu em paralelo à minha carreira na música. Tive que escolher entre os dois caminhos. Escolhi a música, que sempre foi meu sonho. Não me arrependo. Está tudo dando certo, graças a Deus.


Foto: Divulgação

Donna – Você foi descoberta por um vídeo na internet. Como é a sua relação com a web e as redes sociais?
Anitta – A internet é uma ferramenta que uso diariamente, 24 horas por dia, para me comunicar com meus fãs. É bom para que eu consiga dar o máximo de atenção possível a eles. Vivo o dia inteiro conectada às minhas redes sociais.

Donna – A dança é um elemento vital nos seus shows. Como aprendeu a dançar? Como é o ritmo de ensaios para as coreografias?
Anitta – Procuro fazer um trabalho diferente em relação à dança. Tenho bailarinos de Stiletto, um estilo de dança muito usado por artistas internacionais, como Beyoncé, Rihanna e Pussycat Dolls. Também tenho um coreógrafo, Daniel Lourenço. Junto com ele, faço as coreografias das minhas músicas e também dos shows. Gosto de dar meu toque na dança também.

Donna – Percebemos que seus shows se assemelham muito aos shows de cantoras da cultura pop, como Beyoncé, Lady Gaga e Rihanna. Por que, ainda assim, você carrega o título de funkeira?
Anitta – Não gosto de rótulos, tenho um estilo eclético, canto de tudo. As músicas do meu CD são uma mistura de todos os ritmos. Acho que as pessoas criam esse rótulo por eu ter vindo do funk, e eu não me incomodo nem um pouco. Tenho muito orgulho do funk, foi ele que me abriu as portas, me deu a oportunidade de começar uma carreira. Mas gosto mesmo de poder cantar de tudo.


Foto: Miguel Sá, Divulgação

Donna – Outra característica que a difere das funkeiras cariocas é a maneira de se vestir. Os figurinos não são tão cavados ou provocantes. Como funciona essa escolha?
Anitta – Tenho duas personal stylists, Carola Chede e Lívia Lemos, donas da marca La Trois. Elas cuidam tanto da minha roupa de shows quanto das roupas que uso no dia a dia. A mulher não precisa usar roupas curtas e decotes exagerados para chamar atenção. Sensualidade é muito mais que isso. O segredo está na postura, na atitude.
Donna – Sua música ficou em primeiro lugar na iTunes brasileira à frente de nomes como Jay-Z e David Guetta. A que você atribui tanto sucesso?
Anitta – Acho que se deve ao discurso forte que a letra tem. As pessoas se identificaram e deu muito certo. Fico muito feliz de ter conseguido acertar o gosto da galera. Esse era um sonho que realizei.

Donna – Quando você se deu conta que estava realmente famosa?
Anitta –
Quando não tinha mais tempo para nada (risos).

Donna – A vida mudou muito depois da fama?
Anitta – Mudou tudo, né? A vida não é mais a mesma. A rotina está aceleradíssima, o assédio aumenta a cada dia e isso é maravilhoso. Estou vivendo um sonho. Não sinto saudades de nada. Essa foi a vida que eu sempre quis. A única coisa que me faz falta
são algumas horas a mais de sono e de vida pessoal (risos).

 
Foto: Washington Possato, Divulgação

Donna – E a marca Anitta? Como foi a receptividade com os produtos online? Tem alguma previsão de lançamento de novos produtos?
Anitta – A ideia está sendo muito bem aceita pelos fãs. Sempre tem uns que levam os produtos para os shows para que eu autografe na visita ao camarim. Não sei ao certo sobre novos produtos, quem cuida disso é a minha equipe de marketing. Eu participo apenas da aprovação de cada um deles. Mas com certeza vem coisa nova por aí, e não vai demorar muito.

Donna – Tem algum ritual antes de subir ao palco?
Anitta – Sempre antes dos shows faço aquecimento vocal usando um nebulizador com soro fisiológico, para hidratar as cordas vocais. Dá um resultado muito positivo. Antes de adotar esse procedimento, vivia perdendo a voz por conta do grande número de shows.

Donna – O que lhe faria recusar um trabalho?
Anitta – Algo que interferisse diretamente na minha família. Por exemplo, se alguém adoecesse gravemente. Eu jamais deixaria de estar presente ao lado deles. Família é meu maior valor na vida, acima do trabalho e da carreira.

Donna – Muitas mulheres se inspiram no seu jeito “poderoso” de ser. Qual a dica da Anitta para ser uma poderosa?
Anitta – Ter atitude, independentemente da beleza. Atitude é tudo para a mulher.

Donna – Como faz para manter a boa forma?
Anitta – Não estou com muito tempo para cuidar do meu corpo, malhar. Estou seguindo uma dieta para não perder tanto peso. Estou em um ritmo muito forte e acabei emagrecendo bastante. Mas já estou batalhando para voltar à minha forma ideal.

Donna – Depois da fama, mudou a maneira como os homens abordam você? Está solteira?
Anitta – Mudou totalmente (risos)! Eles ficam inseguros para puxar um assunto, conversar. É engraçado (risos).

Donna – E posar nua, já recebeu propostas? Aceitaria?
Anitta – Ainda não recebi. Mas recusaria.

Donna – Você tem apenas 20 anos e já vive todo esse sucesso. Como se enxerga daqui para frente?
Anitta – Quero continuar trabalhando duro. Esse é o momento de me firmar no mercado. No começo do ano que vem vou gravar meu primeiro DVD. Já estou ansiosa (risos).

As últimas do Donna
Comente

Hot no Donna